Um menina, muitos óculos

Uma menina, muitos óculos

13 setembro 2015,   By ,   0 Comentários

Uma menina adorável de 3 anos, viciada em quebra cabeças, aspirante a fashionista e amante de óculos de sol. Conheçam Kaira e sua mãe, Veneta, Búlgaras adeptas de looks criativos, minimalistas, confortáveis e nada convencionais.

Veneta é autora do blog Edgy Cuts que explora a criatividade do dia a dia de uma mãe super descolada, que faz compras apenas quando necessário e explora incansavelmente a individualidade da filhota. Aqui ela nos conta como foi que ela transformou os óculos de sol em um ‘necessório’ para a jovem Kaira.

Quais as marcas de óculos que a Kaira mais gosta?

Sons + Daughters com certeza! As armações são divertidas e diferentes o suficiente para cativar as crianças e permitir que elas abram a cabeça e a imaginação. A marca compartilha alguns dos valores fundamentais para mim e minha filha, dentre os quais o mais importante é enaltecer a  originalidade e o individualismo.

A Kaira já escolhe seus próprios pares? (Sabemos que ela é uma mini colecionadora).

Kaira costuma passear comigo e frequentemente entramos e saímos de lojas, só para ver o que há de novo. O que eu faço é pré-selecionar alguns modelos que eu gosto e acho que ficariam bem nela, e eu os entrego para ele para que pareça que a escolha final foi dela. Com isso consigo ajudá-la na escolha, e ela pratica sua própria independência. Eu preso muito a construção da personalidade e da independência dela.

Se eu deixasse que ela escolhesse tudo, sairíamos por aí com óculos cheios de gliter, strass e corações! Foi ela quem escolheu o modelo XO sozinha. Alguns acham este óculos bizarro, mas ela ama porque já mostrou que gosta de ser diferente e chamar a atenção para si (do alto dos seus três anos!!!)

Como você a ensinou a usar óculos de sol ? A adaptação foi difícil no começo?

Foi um logo processo. Começamos bem cedo, quando Kaira tinha 6 meses. Eu e o pai dela amamos fazer passeios de bike e trilhas nos finais de semana, e a Kaira sempre nos acompanhou. Desde os primeiros meses eu sempre colocava óculos de sol e muito filtro solar nela. Como todo bebê, ela teimava em arrancá-los. No começo vencemos pela cansaço. Sempre que meu marido e eu saímos de casa, automaticamente colocamos nossos óculos de sol, e Kaira começou a achar isto bacana e resolveu nos imitar. Hoje, aos três anos, ela também não sai de casa sem seus óculos.

Você tem dicas e truques para os pais que estão sofrendo para conseguir convencer seus filhos de que óculos é legal?

Meu conselho aos pais é: liderar pelo exemplo. Seus filhos vão seguir porque eles adoram você e o que você faz. Peça às outras pessoas que elogiem seus óculos para que seus filhos possam ouvir, mas o faça de maneira genuína, porque os pequenininhos são ótimos para sentir o cheiro de ‘fakery’ no ar. Seja confiante e divertido com seus óculos. Esta atitude será copiada pelos pequeninos.

Você acredita que os óculos podem ser uma ferramenta para a criação do imaginário infantil, e a construção de sua personalidade, ou você os vê apenas como um aparato para proteger os olhos?

Os dois. A saúde de uma criança é primordial. Eu mesma sei do mal que causei meus olhos por conta dos anos que fiquei torrando no sol sem nenhuma proteção. E não quero que isto aconteça à minha filha.

Por outro lado, desenvolver um senso de estilo é vital para que as crianças posam construir suas personalidades. Isto, por sua vez, aumenta sua confiança e seu senso de auto estima, o que também é bom para a  saúde deles e a nossa.

Kaira não precisa de óculos corretivos, verdade? Arriscaria dizer que ela já os usa como ‘statement pieces’, muitos dos quais são audaciosos para sua idade. Ela já sofreu algum julgamento, como bullying por conta destas escolhas não convencionais?

De fato ela não usa lentes corretivas. Minha filha está crescendo muito rápido, e está começando a desenvolver seu próprio estilo. Os óculos naturalmente viraram ‘statement pieces’ para ela. Em casa, todos temos sensos estéticos bem diferentes, eu mesma sua uma ex-punk cheia de atitude, e sempre buscamos transmitir isto para ela. Eu acho que ela já tem um senso de si e acredito que quanto mais ela amadurecer, menos sujeita a pressões externas ela estará. O melhor caminho para a educação é a auto confiança, e acho vital que os pais tornam-se os principais influenciadores de seus filhos. Estejam alinhados, porque se e quando alguma coisa que se assemelhe ao bullying acontecer, vocês estarão melhor preparados e certamente mais unidos. Elogie os outros em seus look enquanto você estiver com seus filhos. Seja bom para as pessoas , é contagioso.

    DEIXE UM COMENTÁRIO







    Já assistiu?
    Tem mais