Marcas Independentes Archives | By The Eyewear
10 Designers mulheres para seguir já

Sendo uma mulher, uma usuária orgulhosa de óculos e uma pessoa que acredita que todo o design deve ser um reflexo das intenções dos designers, eu não poderia deixar este mês passar sem celebrar 10 designers incríveis que eu tive o prazer de conhecer. Lembre-se que o mundo dos óculos está cheio de mulher extraordinárias, todas com vozes diferentes, conceitos interessantes e convicções firmes. Estes são apenas alguns nomes que você deve conhecer e ficar de olho.

 Caroline Abram – Caroline Abram Paris

Caroline é a personificação perfeita do “estilo mulher francesa”. Ela é elegante, delicada e muito forte, bem como seus desenhos. Uma optometrista que virou designer, ela é obcecada por detalhes e cores. Seus óculos são feitos para todas as mulheres que quiserem se sentir fabulosas e quiserem vestir sua própria confiança. Seus desenhos começam com o formato das sobrancelhas da mulher e então ela desenha o resto do shape. Dito isto, o fit é absolutamente incrível, cada um de seus óculos parece que foram feitos apenas para você. O uso de cores faz com que você deseje combinar cada óculos com uma paleta de maquiagem diferente e uma bolsa mais extravagante. Sem mencionar que seus desenhos tornam óbvio que todas as mulheres podem e devem explorar a maquiagem por detrás desses óculos que são acessórios e não são de modo algum uma máscara para se esconder.

 

 

Gai Gherardi & Barbara McReynolds – l.a.Eyeworks

l.a.Eyeworks faz parte da história dos óculos. A marca é a visão de duas mulheres extremamente inspiradoras: Barbara McReynolds e Gai Gherardi. “Nós projetamos óculos para celebrar a diversidade dos rostos e a singularidade dos indivíduos. Os óculos que fazemos são faíscas da nossa imaginação. Você completa esses pensamentos e traz os sonhos de l.a.Eyeworks”. Desde o final dos anos 70, eles desafiam o mercado de óculos, as normas e tornam cada vez mais claro que “Um rosto é como uma obra de arte. Isso merece uma excelente armação. “E armações com A são o que eles entregam. Explorar diferentes formas e brincar com cores divertidas e combinações únicas de acetato são sua maior especialidade. Essas mulheres não conhecem nenhum limite para sua imaginação.

 

Marion Frost – Frost Eyewear

Marion tem esta personalidade enorme e amorosa. Excêntrica de sua maneira fabulosa. Ela vive completamente absorvida em detalhes, e é atenção aos detalhes que é uma principais características de suas criações. Ela é uma contadora de histórias e uma pessoa que acredita na beleza das narrativas. Seus projetos começam com histórias de sua infância e outras que ela ouviu ao longo do caminho. Estes podem ser tão simples como uma senhora que vive na floresta, tão intrincadas como o movimento de moléculas ou um conto inspiracional no qual um shape específico te ajuda a clarear o pensamento. E as histórias são contadas em óculos fascinantes e muito incomuns que muitas vezes misturam composições de cores únicas. Ela faz questão de mostrar que seus óculos têm o poder de transformar quem os usa. Marion brilha, seus olhos contam histórias e ela dominou o conceito de traduzir essa adorável imaginação dela para seus consumidores. Ela realmente acredita no poder de transformador de um bom óculos.

 

Anna-Karin Karlsson

Anna é a figura feminina forte que está em todos nós (mas nem todas temos a coragem de mostrar). Assim com sua personalidade, seus óculos são ousados, cheios de detalhes e absurdamente complexos. Sua vontade principal em projetar óculos é levar beleza ao mundo. Ela quer que suas consumidoras sejam suas porta-vozes vestidas com essa armadura espetacular incrustrada com cristais, metais e pedras preciosas. Anna é obcecada por contos de fadas e todas as suas coleções começam neste maravilhoso mundo de fantasia e são então traduzidas para seus óculos. Cada par é uma jornada maravilhosa através de mundos fantásticos com a mesma mulher extremamente impressionante e maravilhosa no banco do motorista. Seus óculos destinam-se a fazer as mulheres se sentirem absolutamente deslumbrantes.

 

Ahlem Manai-Platt- Ahlem Eyewear

Ahlem é Paris. Seus óculos representam a verdadeiro Paris, criada pela história, o caos, a diversão e a singularidade que fazem de Paris esta cidade única. Cada óculos tem o nome de um bairro parisiense e as principais características da área são traduzidas para os óculos. A principal inspiração para cada “família” vem da arquitetura e das ruas que tornam cada vizinhança única. Esta não é uma marca orientada pela moda, é uma marca de amor criada por uma verdadeira parisiense. Os óculos de Ahlem não gritam por atenção, pelo contrário, são desenhos cheios de personalidade, mas que não é um “show stopper”, mas um “potenciador de personalidade”. Ahlem acredita que os óculos que alguém usa são um sinal claro de sua personalidade, algo tão ligado a quem ele realmente é que é quase impossível mentir, ou se esconder atrás de uma armção.

 

Fa Empel – Pawaka

Fahrani Empel (Fa ‘) é a mente criativa por trás da marca de óculos Pawaka. Ela é uma figura incrivelmente feroz e complexa: designer, modelo, atriz e ativista ambiental, para citar algumas de suas facetas muito interessantes. Nascida na Indonésia, ela conseguiu trazer seu patrimônio e rico passado cultural ao design que mistura histórias com um quê futurista. PAWAKA é a palavra sânscrita para fogo; e era o codinome de seu avô durante a Segunda Guerra Mundial. Prestando homenagem à terra nativa de Fa, todos os óculos são nomeados na ordem numérica da Língua Bahasa Indonésia. Pawaka é uma jornada através dos elementos, através da cultura e da natureza, trazidos por um globetrotter que domina a cultura pop e tem uma identidade muito firme sobre a qual se ergue. Os óculos da Pawaka têm uma discreta rigidez que os torna tão interessantes quanto nossa protagonista. Leva algum tempo para deixar o design penetrar, e você precisa de calma para apreciar as formas contrastantes e as bordas agudas.

Sabine Bégault-Vagner – Sabine Be

Sabine é uma daquelas pessoas com uma luz própria e uma jovialidade deliciosa. Esta leveza e diversão que ela carrega consigo são a base de todo seu design. Criar óculos é um sonho de infância que só foi realizado mais tarde em sua vida, mas vemos claramente a paixão que transborda em cada coleção. Todos os seus desenhos, seja para homens, mulheres ou crianças, têm a mesma vibração. A ideia de diversão e jogos começa com o círculo e o quadrado que compõe seu logotipo, depois são traduzidos para as ponteiras e para o frontal dos óculos. Tudo é leve, alegre e despreocupado. Sua missão de marca deveria estar em todos nós, e apesar de muito forte e muito clara, é contrabalançada por desenhos leves e bem humorados. De acordo com Sabine: be as in to be. be as in to exist. Passionately be. Simply Be.

 

 

Nadine Dalal- Delalle

Delalle encarna a jornada de Nadine e a realização de um sonho, que a levou de Beirute a Londres e muito além, para criar uma marca de luxo autêntica e, acima de tudo, única. Os desenhos de Nadine são um reflexo de seus sonhos e sua imaginação que viaja em todo o mundo e durante todas as décadas, mas sempre é guiada por um sentimento de saber quem você é e o que te faz feliz. Cada par destes óculos de luxo apresenta um toque distintivo, produzido por uma fusão contínua da inspiração e da cultura contemporânea, materializando-se em um produto de alta qualidade que é ao mesmo tempo distinto e moderno. “Delalle foi imaginado para pessoas que como eu gostam de peças imensas, não têm medo de se expressar e gostam de estimular a imaginação. Essencialmente, cada coleção vem como uma edição limitada. Sem dúvida, o design de óculos abriu portas para executar e retratar minha criatividade e paixão pelo design “.

Erida Schaefer – La Frida

Erida é um artista, não só isso, mas como eu, ela é brasileira. O design de óculos ainda é algo raro em nosso país, então, conhecendo-a, me encheu de alegria. Ela sempre trabalhou com cores e materiais. Mas apenas recentemente ela descobriu nos óculos o suporte perfeito para sua linguagem notável. Muito parecido com sua personalidade ousada, seus projetos são chamativos, divertidos e espirituosos. Ela projeta óculos que chamam a atenção para o usuário e suas criações são a cereja em qualquer bolo: criativos, cativantes e verdadeiramente únicos. Uma vez ela me contou que começou a pintar seus óculos de sol vintage porque ela estava entediada com a paleta monótona que via nas ruas e não conseguia entender por que as pessoas se escondiam atrás de óculos escuros sem graça quando deveriam ser elas mesmas. Ela então assumiu o trabalho de mostrar às mulheres como os óculos divertidos e personalizados podem ser importantes na hora de criar um look. Sorte nossa que ela trocou as telas pelas armações.

Marie Wilkinson- Cutler and Gross

Graham Cutler e Tony Gross trouxeram Marie Wilkinson a bordo por causa de seu “bom gosto e senso inato de estilo”. Marie é diretora criativa da marca londrina Cutler e Gross há mais de 30 anos. Ela é uma mulher excepcional, com domínio técnico completo e um olhar para a sofisticação. Ela entende que uma escolha ousada de óculos indica uma certa confiança interior e, assim, cria óculos para ajudar as pessoas das mais diferentes personalidades a contar suas histórias.

 

 

 

Stepper Eyewear

O conforto vem da compreensão da anatomia do rosto e da criação de uma armação que funciona em harmonia com os contornos.  Um rosto é tridimensional; É por isso que nós criamos e fabricamos óculos STEPPER em três dimensões. Qualquer outra coisa seria um compromisso desonesto.

            _ Hans Stepper

Anatomia e conforto podem soar absolutamente redundantes em se tratando de óculos, mas, pasme, hoje mais do que nunca com a quantidade absurda de novos players, com o design à frente do fit e uma necessidade de inovar a cada nova coleção, justamente a essência dos óculos está ficando para trás. Dito isto, a marca STEPPER, ao contrário dos concorrentes, segue à risca os ensinamentos e a visão de seu fundador que desde 1970 entrega: QUALIDADE.

Bem vindos ao mundo da STEPPER Eyewear, uma empresa que pode se orgulhar em dizer que tem legado, nome e uma gama imensa de produtos para absolutamente todos os rostos, gostos e bolsos.

Da Alemanha para o mundo e de entro para fora. Partimos da necessidade dos consumidores e com base nisto criam-se peças práticas, duráveis e com design atemporal. Para chegar a peças que tenham perfeito ‘fit’ a STEPPER coletou informações morfológicas de diversas etnias ao longo dos anos. Conhecer a fundo seu consumidor é vital para um criador que acredita que “A função mais importante de uma armação é segurar um par de lentes de maneira correta e confortável diante dos olhos.”.

A base da STEPPER é criar coleções modernas e sofisticadas, aliando de forma impecável tecnologia, materiais avançados e conforto. O compromisso da STEPPER com qualidade está nas oito características que tornam seus produtos únicos: leveza, exibilidade, durabilidade, resistência à corrosão, hipoalergenia, conforto, ajuste perfeito e formato tridimensional.

Os materiais são um grande diferencial da marca perante seus concorrentes, pois, permitem a criação de óculos hiper leves, hipo-alergênicos, bom caimento no rosto, e o suo de materiais com memória (o que significa menos ajustes e mais conforto). Os materiais mais usados são titânio, beta-titânio, aço inoxidável e TX5, este último, material suiço e de uso exclusivo da STEPPER, desenvolvido como alternativa ao acetato e fibra de algodão por ser mais leve, mais resistente – o mais importante – mantém o seu formato inalterado ao longo dos anos.

A STEPPER é constituída por 3 marcas com apelos bem distintos, justamente para oferecer produtos específicos para cada consumidor

STEPPER

Todas as peças são feitas em titânio e/ou TX5. O desenho é clássio, mas o design se evidencia nos pequenos detalhes, principalmente hastes detalhadas e nos lindos e delicados recortes.

STEPPER S

A linha S é concebida e criada por Saskia Stepper, filha de Hans Stepper, e por ser ela mais jovem e super arrojada, a coleção leva estes traços. As armações são feitas em TX5 e/ou aço inoxidável.

ZEISS

Quando a marca mais respeitada de lentes do planeta se alia a uma marca de armações, sabemos que esta última, deve ser igualmente insuperável em sua categoria. Dito e feito. Em parceria com a ZEISS, a STEPPER cria armações da melhor qualidade, produzidas com materiais superiores, perfeitas para as lentes ZEISS.

Frost eyewear: histórias e inovação

A marca alemã Frost chega ao seu vigésimo aniversário recheada de novidades e com peças pra lá de irreverentes.

Em um papo descontraído com a designer, Marion Frost, aprendemos por exemplo que existe um óculos inspirado naquele beijo, e outro para quem precisa ‘abrir a cabeça’. Como dissemos antes, nada aqui é convencional. PLAY!

 

Hapter Eyewear: Da montanha à cidade

No segundo episódio da web séries ‘Por dentro do Silmo’ mostramos de pertinho a marca Hapter Eyewear, cuja origem data de um goggle da Segunda Guerra Mundial e hoje, conquistou fashionistas mundo afora.

Dada a ousadia da marca, somos absolutamente apixonados pelo story telling, inclusive já falamos um montão sobre eles aqui. Aperte o play e veja as novidades bombásticas apresentadas no último salão óptico em Paris.

 

Boz Eyewear: Criatividade a toda prova

“Devemos fazer história para o futuro”

A indústria tem, de certa forma, deixado um pouco de seu preciosismo para trás. A impressão 3D, os avanços tecnológicos e a máquina comercial distanciaram muitas vezes os criadores de suas próprias criações. Tendências e metas se instalam e a criatividade é posta à prova. Poucas são as marcas que não permitiram que nenhum destes fatores ‘contemporâneos’ distraíssem seu processo criativo. Boz Eyewear é uma destas joias-raras.

 

Boz eyewear

Os óculos Boz Eyewear vieram ao mundo nos anos 90 através das mãos capazes dos já renomados designers Joëlle e Jean-François Rey, da JF Rey eyewear. JF Rey já era uma marca muito forte, conhecida por criar novos limites e por transformar os óculos de grau em acessórios ultra cool nos idos dos anos 80. Cores, formas e muita ousadia sempre foram sinônimos da marca. Dito isto, os óculos Boz não eram estranhos à novidade.

Identidade, fantasia e design estão no âmago do “Boz-look”, que pode ser ornamentado com pedras, ou ser tão cru quanto acetato não polido. A essência da marca está presente em cada detalhe, e é aí que a maestria criativa e o domínio artesanal entram e desempenham um papel enorme.

Joëlle Rey é Diretora Criativa da Boz Eyewear. Antes de entrar para a indústria de óculos ela trabalhou em design de moda. Como uma costureira que começa a imaginar obras-primas de alta costura em papel cortado, o mesmo acontece com Joëlle. Ela pensa nos óculos em termos arquitetônicos. Um desenho torna-se um protótipo de papel (veja, um protótipo de papel 3D ornamentado, mais próximo ao Papier-mâché do que uma simples máscara cortada em 2D), e esse protótipo então absorve cores, texturas e volume e floresce para se tornar os óculos que conhecemos.

Tive o prazer de me sentar durante alguns minutos com Joëlle durante a última edição da feira ótica DaTe em Milão e foi movida por sua energia e paixão. Ela começou nossa conversa com uma frase muito enfática: “Temos de agir como satélites e criar e proliferar a mudança”. Bang! Sem mais ela me conquistou. Se a conversa tivesse parado ali, eu já sairia contente. Segui com minha pergunta: “Como se cria mudança num mundo de ‘ready-mades’, de ‘já visto’, de ‘copycats’, de regras editoriais e de diretrizes comerciais?” Ao que nossa musa respondeu: “Não seguimos tendências. Cor, tecidos e suas fibras orientam nosso processo. Eu observo rostos e culturas muito de perto. Eu tento vestir cada rosto com um óculos específico, e não o contrário”.

Pois bem: inovação técnica trabalhando ao lado da maestria artesanal para criar óculos realmente deslumbrantes, que desde a própria concepção foram pensados para vestir rostos, e não ideais. Passaram-se anos ​​desde o debut da primeira coleção, no entanto, Boz Eyewear ainda segue absolutamente contemporâneo, criando tendências e deixando seguidores ao longo do caminho, tal como esperado. De fato, Joëlle segue “fazendo história para o futuro”, mais uma frase que ficou do nosso breve encontro.

Lapima: Shaped in Brazil

Já ouviu falar da Lapima?

Lapima é um emaranhado de coisas, de texturas, de estilos, de estudos, mas mais que tudo, é um óculos inusitado. Então, se você ainda não ouviu falar nesta marca, bebê, você está perdendo tempo!

Ouso dizer que desde o época áurea das marcas esportivas (leia-se Evoke ), o Brasil não via tanto investimento e ousadia em design nacional. Lapima não é convencional e não quer seguir tendência, até porque sabemos que quem faz a tendência somos nós, não é mesmo?

Os designers por trás da marca passaram alguns anos estudando a moda e o mercado de óculos e concluíram que há espaço e desejo por aquilo que é de fato diferente. Este novo panorama propõe uma relação mais pessoal com marcas que abrem espaço ao diálogo com os usuários. Foi-se a era dos logos exagerados, da moda de mão única e das ditas tendências vindas das semanas de moda. O bacana hoje é montar sua moda, partido de peças que como a Lapima são produzidas com cuidado, em pequena tiragem e que não envelhecem jamais.

 

Óculos de sol feminino, Oliva, Lapima

Olivia

Óculos de sol feminino, Darcy 2, Lapima

Darcy 2

Os óculos partem do conceito de volume esculpido, sim, esculpiram a primeira coleção de óculos, completamente feita à mão, em solo nacional. O resultado é pura arte. Os óculos têm brilho, volume (note que a lente fica protegida dentro do acetato, da mesma maneira que nossos olhos se encaixam no crânio), textura e fluidez. As cores são uniformes, os exageros foram apagados. Os shapes, absolutamente orgânicos e femininos.

Com vibe vintage e um exagero minimal Lapima traz ao mercado uma coleção sólida, interessante e usável. Você que adora novidades e está cansado de mais de mesmo deve olhar (com muito amor) para esta marca.

Óculos de sol feminino, Carlota Petit, Lapima

Carlota Petit Azul

 

 

Ahlem Eyewear: Um óculos para quem ama Paris

“Eu queria que a minha coleção representasse a verdadeira Paris, uma cidade que não é definida por marcas ou tendências, mas sim pelas pessoas”.

 

Se a cidade de Paris fosse uma pessoa, Ahlem seria o óculos de escolha.

 

Ahlem Manai-Platt é a designer por trás da marca de óculos que leva seu nome. Somente uma verdadeira parisiense compreende o DNA da Cidade Luz. Toda a história, o caos, a diversão e a singularidade que fazem Paris o que ela é, tudo isto é traduzido em um design chique e elegante, sob o qual foi erguida a marca Ahlem. A marca é uma delicada homenagem à cidade de Paris.

 

Cada óculos é batizado com o nome de um bairro parisiense e as principais características da área são traduzidas no design. A principal inspiração para cada “família” vem da arquitetura e das ruas que tornam cada vizinhança única. Assim como muitos dos designers dinamarqueses que têm um amor por linhas simples, Ahlem também projeta óculos que não se debruçam sobre a ornamentação excessiva e cujas linhas avançam de forma elegante e limpa.

 

Eu arriscaria dizer que deve-se desbravar um óculos Ahlem da mesma maneira que nos permitimos perder e nos encontrar na cidades de Paris para então se render aos encantos e charmes da cidade. É preciso dar tempo para se perder, mover-se lentamente para deixar a armação se mostrar. A beleza está escondida nos detalhes mais sutis, seja no acetato vintage colocado na ponta das hastes como assinatura da designer, nas dobradiças flexíveis, ultra leves e delicadas do mesmo fabricante da Cartier, ou no apoio de nariz feito de cerâmica, ou mesmo no uso de acetato vintage que é uma raridade maravilhosa. Estes são alguns dos detalhes que perfazem uma armação Ahlem.

 

Não é moda, não são as tendências, ou o desejo de se tornar conhecida por emplacar um modelo tipo “one hit wonder”, mas sim muita atenção aos detalhes, completo domínio técnico, e a certeza de estar criando peças atemporais que norteiam o trabalho da Ahlem. As armações da Ahlem não saltam aos olhos, ou gritam por atenção. Ao contrário, são peças silenciosas que se adequam à personalidade do usuário. Ahlem acredita que os óculos são um sinal claro da sua personalidade, algo tão ligado a quem somos, que é quase impossível mentir ou se esconder atrás de uma armação. Todos os designs são projetados para caber nas pessoas, e não estão lá para ser peças carnavalescas que em muitos casos não se alinham à essência das pessoas.

 

Tudo sobre a marca de óculos B. Barn’s

Elegância, referências vintage, tecnologia e uma paleta de cor sublime, tal são as qualidades que permeiam o design da marca de óculos francesa B. Barn’s.

Bernard Benouaiche como muitos de seus conterrâneos formou-se optometrista mas depois de alguns anos largou a profissão e embarcou no mundo do design, e lançou a marca B. Barn’s. Disse sentir falta de óculos sexy, que de fato jogassem com a sensualidade do usuário, seja ele homem ou mulher.

A coleção é imaginada e idealizada em Deauville e traz consigo aquela áurea francesa. Todos os elementos vintage estão dados. Todo savoir faire francês está lá. Toda calma da brisa do mar de Deauville está nas peças, no entanto, tudo é re-imaginado de tal forma a empoderar o usuário.

Imagine enquadrar um olhar sedutor, poder chamar atenção a uma piscadela, e iniciar um diálogo com uma simples virada de olho. Os modelos de B. Barn’s o fazem por você. Todas as peças são femininas e são inspiradas na delicadeza das curvas do corpo de uma mulher digna de Man Ray, daí a sedução ser tema omnipresente.

Todas as peças são produzidas em séries de 99, numeradas, limitadas e acompanham certificado de garantia e um estojo de camurça com couro feito à mão. Très chic!

Neste universo permeado por design e onde o excesso prevalece em toda sua elegância os gatinhos ganham proporções quase inimagináveis, os ovais são imensos, e os aviadores tornam-se esculturas.

Os shapes e os polimentos devem ser sentidos, provados e vivenciados. Esqueça o fast, as tendências, as cores do ano. Bernard se quer sabe que estas necessidades existem. Ele desenha de dentro para fora, desenha para mulheres confiantes e decididas, que confiam no poder de um olhar, olhar este que ele ousa enquadrar.

By Helena Bordon

Conhecida por seu extremo bom gosto, ar descontraído e conhecimento ferrenho da moda contemporânea, Helena Bordon com seus óculos by Helena Bordon são hoje nosso #SpecsDesire.

Helena tem um faro para tendências, sendo trendsetter muitíssimo copiada mundo afora. Viajante assídua, resolveu lançar em 2015 sua primeira coleção de eyewear. Segundo ela mesma, esta criação veio suprir um vácuo que ela percebeu no mercado nacional: falta de óculos cool com qualidade e preços acessíveis. Dito e feito: As peças são produzidas no Brazil com acetato Mazzucchelli e lentes Zeiss, com preços entre R$339 e R$359.

Mas o que chama mesmo atenção é quão cool e despretensiosos são os óculos. No logo, 100% DNA. As peças são urbanas e fáceis de usar. Seguem discretamente as tendências, inegavelmente vistas nas lentes espelhadas coloridas, com um toque autoral, que pode ser no uso do metal bronze na ponte, ou o acetato levemente perolado. Os modelos são reflexo do que Helena vivencia em suas viagens. E viraram extensão dela mesma.

Os óculos levam os nomes de suas melhores amigas (squad alert!). A marca não segue calendários internacionais e não vê necessidade de ter datas fixas para seus lançamentos. Tudo é feito conforme se percebe a necessidade e a oportunidade de um novo modelo.

Todas as peças foram concebidas para ser de fato a cereja do bolo. São fun, com preços acessíveis para que as pessoas possam colecionar, e tenham flexibilidade para compor looks de acordo com o tempo, a vontade, a personalidade.

A IDEIA É ESSA MESMA, PODER BRINCAR COM AS DIFERENTES CORES E CRIAR NOVOS PERSONAGENS A CADA DIA. ISSO QUE É O BACANA DESTE ACESSÓRIO, POR ISSO AMO TANTO ÓCULOS

Usar óculos faz bem, literalmente

Fazer o bem e ter uma boa história para contar aos amigos no bar é tipo #cool, né, Millenials? Pois bem, agora não precisam mais justificar o uso dos óculos de materiais naturais, biodegradáveis, ou reciclados, como sendo uma atitude sustentável ou modismo, apenas. Além da escolha ser de fato consciente e bacanuda (e você ser mais descolado que seus amigos coxinhas), agora as marcas mais ‘corretas’ da temporada também fazem o bem!

Viu só como é bom usar óculos?

Solo

Compre um, doe um!

A marca de San Diego, conhecida pela produção focada em peças de bamboo e acetato biodegradável, agora doa um óculos de grau para uma pessoa que esteja precisando da peça. A ação/reação é automática e acontece com todas as compras feitas no site ou em lojas físicas.

Proof

Em prol da natureza.

Dado que a materia prima da Proof são madeira e bamboo, a marca optou por destinar parte da verba das vendas de óculos a projetos de preservação e reflorestamento em áreas como Índia e Haiti.

Toms

Buy one, and do good.

Toms virou sinónimo de cool slip-ons (vulgo nossa alpargata), mas, não obstante em oferecer sapatos acessíveis e confortáveis, a marca migrou para o mundo dos óculos, com modelos simples, sem logo, e funcionais, como era de se esperar. Para cada óculos comprado a marca proporciona um exame oftalmológico seguido de tratamento e/ou doação de um óculos de grau para uma pessoa que não possa pagar.

Hout Couture

Fashion with roots.

Hout em Afrikaans significa madeira, e não haute, meu bem! Os óculos são todos feitos, obviamente, de madeira. O trabalho é super artesanal e nenhuma peça é igual à outra. Para cada óculos vendido uma árvore será plantada na área que abrange o projeto social Eco-School na África do Sul.

Westward Leaning

Doação mais sutil.

Todas as armações da WWL trazem um pequeno detalhe quadradinho nas hastes que simbolizam uma causa ou uma caridade. Logo, ao menos 10% do valor de cada peça é doado à causa em questão. Lembram da collab da Olivia Palermo e WWL (veja aqui), o detalhe na haste dos óculos desta coleção representam a ONG ADCAM que preserva a cultura dos Massai. Chique é fazer o bem, meu bem!

Panda

Nem só de óculos de bamboo e policarbonato reciclado se faz uma marca.

Junto com a associação Optometry Giving Sight, a Panda, de Georgetown, financia um exame oftalmológico para alguém que não possa pagar.

Warby Parker

A WP é a pioneira no esquema compre um, e doe um, e o fazem muito bem!

Livo

Um Livo por um livro.

Por aqui também temos iniciativas nossas. A Livo, marca paulistana, descolada, e autêntica, tem seu próprio programa de fomento à educação. Logo: um Livo por um livro. Touché!

Oscar & Frank

Para o melhor amigo do homem.

Para cada óculos vendido a marca financia uma semana de alimento para um cachorro abandonado que esteja morando em um abrigo apoiado pela marca. Ah, e claro que os garotos-propaganda da marca são os salsichas mais fofos do mundo todo! Aw!!!

 


Já assistiu?
Tem mais