Tendências Archives | Página 2 de 2 | By The Eyewear
Efeito Borboleta

A internet se ajoelhou nesta semana diante do lançamento do filme fashion da Miu Miu com Kaia Gerber, filha do ícone da moda dos anos 90, Cindy Crawford.

Kaia é protagonista do vídeo de lançamento da campanha de óculos Scenique, da Miu Miu. A campanha, faz jus ao título e explora aquela sensação lânguida de ficar na piscina, aproveitando um dolce far niente, como em um quadro de David Hockney.

As peças desta coleção flertam com um design retrô e tem na figura da borboleta, seu centro. Os óculos e o mood da campanha trazem à tona dois contrastes muito presentes na mulher Miu Miu: brincalhona e feminina. O design é exuberante e leve ao mesmo tempo. A coleção traz modelos em metal e acetato (mais grossos) e uma coleção ótica bem divertida e caricata.

Ainda neste tema vale relembrarmos de outras marcas que também exploraram e muito bem a questão do efeito borboleta, seja usando apenas sua forma, seja brincando com seu shape quase como uma máscara. A percussora deste ‘trend’ foi Peggy Guggenheim nos anos 50. Confira peças que vão te fazer voar!

Quando seu braço ficar curto demais

O que fazer?

Antes de atirar pedras (a internet está com esta mania de escrutinizar e fazer bullying com todo mundo para ver quem consegue mais popularidade) vamos colocar as coisas em perspectiva. Eu ainda não tenho 40 anos e não uso óculos para ler. Por ser míope eu possivelmente não terei que comprar estes óculos jamais. E mesmo assim, cá estou como sempre enaltecendo os óculos.

Enaltecer o amadurecimento (yeah, classy) talvez não seja bem o termo. Digamos que é um fato natural da vida, quem está nesta fase por favor me corrija, mas não deve haver nada de embaraçoso nisto. O fato é: chega um momento na vida no qual os braços dos homens e das mulheres ficam curtos demais para qualquer leitura. Danados! Até que inventem um alongador de antebraço o que nos restam são os óculos. Por tanto, vamos encarar os óculos como uma coisa boa? É isto ou usar lentes de contato, ou ficar rugas ao redor dos olhos miúdos. Óculos, né!

Particularmente acho super sexy uma pessoa, seja homem ou mulher, tirar e vestir óculos para leitura. Quero muito daqui a uns anos andar com um par pendurado no pescoço, outro na cabeça e um terceiro nos olhos, para todos os campos focais e exposições de luminosidade :0

Quem olha de fora pode sim ver charme neste acessório, basta você escolher um modelo que traduza sua segurança, sua auto estima e seu estilo. Porque todos temos isto latente dentro de nós.

Muitas marcas sacaram isto e investem pesado nos óculos para curtas distâncias, e deixaram de lado aqueles modelos “de vovô e vovó”. Bem da verdade o que você precisa neste momento é um óculos com um campo focal pequeno ou médio, ou seja, qualquer marca pode te atender. Não há um segmento específico para estes modelos. São modelos pequenos e descoladas. Eu mesma adapto óculos de leitura e saio por feliz da vida! Isto tudo para dizer que não precisa ter medo ou vergonha de entrar em uma ótica (ou comprar online), o que você quer é um par leve, pequeno e maravilhoso! Go get wild!!!

Procure seu próximo óculos com amor, ele pode fazer muito por você! E se precisar de uma mãozinha, estamos aqui!!!

Fiz uma seleção para começar a te inspirar.

*Matéria originalmente publicada na coluna de Chantal Goldfinger no Portal Opticanet.

Olhos quadrados: Os óculos desta estação

O Jornal Britânico The Guardian publicou uma matéria maravilhosa mês passado que me fez pensar sobre o limite tênue entre moda e nossas escolhas de óculos.


Square eyes: this season’s spectacles are big, bold and ugly. O jornalista discorre sobre os óculos gigantes e nada elegantes que inundaram as passarelas SS16 e que já comentamos aqui.

De fato, ao que tudo indica, os estilistas parecem achar que tamanho é documento, e o que importa é cobrir seu rosto, mesmo. As escolhas de Alessandro Michele para Gucci deixam isto bem claro. Os rostos, outrora angelicais das modelos, viraram cabide para armações esquisitas, de cor indefinida, e tamanho desproporcional. Agelina Jolie em seu novo filme mostra com maestria o que não buscar em um óculos (!!!)

Sabemos que não acredito em formatos de rosto, tampouco em modismos, por isso mesmo posso dizer que esta moda, mais do que nunca é para pouquíssimas. A moda do oversize, mezzo vovó, mezzo grunge, dever ser usada apenas A) pelas vovós que se entendem nesta moda, ou B) pseudo hipsters que vestem a camisa vintage e têm nariz e orelha para bancar uma peça daquele tamanho. Caso contrario o óculos não vai dizer nada para as pessoas! Não é vintage, é uma releitura estranha, não favorece seu olhar e corta sua sobrancelha. Quando digo GO BIG OR GO HOME, é com ressalvas, vide a coleção atual.

Xoxo

Matéria originalmente publicada na coluna de Chantal Goldfinger no Portal Opticanet.

 

Os óculos must have desta estação

A revista Bazaar americana publicou a lista dos óculos #MustHave da estação, e o decreto está claro: a peça chave deve ser acima de tudo, redonda.

Os óculos de sol da estação devem ter o espírito livre do rock and roll, um quê revolucionário e muito boho. Leveza, conforto e beleza estão em alta! My pick? Uma peça nada convencional, mas esplendida em toda sua simplicidade e excentricidade. Não é tão rock and roll, mas é futurista e uber redonda, para pessoas tão fortes quanto Janis e Lennon, e cheias de audácia: Yohji Yamamoto Spring/Summer 2015 eyewear collection (embora ele considere a coleção masculina, não vejo por que uma mulher não possa usar, o redondo é clássico)!

Aliás, o Yamamoto é tão chique no seu traço minimal que vou detalhar esta coleção 2015 dele em outro texto, porque é de enlouquecer.

Os óculos must have da estação Os óculos must have da estação

 

Dior invadiu o street style

Se fôssemos colocar uma data para esta primeira etapa da ‘invasão’ seria 2014, quando a rainha Rihrhi apareceu com o So Real, espelhadásso, futurista, com a ponte elevada, e aquele porte que só a rainha malcriada do pop tem.

Matadora! Foi o pontapé inicial. Se a Kim Kardashian “Quebrou a Internet” com sua foto na Paper Mag, digamos que a entrada triunfal da Rhianna com seu So Real no desfile da Dior em 2014 teve o mesmo efeito cascata.

Os óculos (que não são baratos) começaram a pipocar nos rostos de ‘quem interessa’: de Anna Dello Russo a Olivia Palermo, passando por Emma Stone e as próprias Kardashians. Todos embarcaram na onda do So Real. Tanto é verdade que não tardou até que a marca lançasse o modelo em diversas combinações de metal e com a lente bi-color.

O furor foi tamanho, que o So Real abriu alas para outras criações como o Dior Technologic, Dior Mirrored, Dior Reflected, Dior Abstract… Dior whatever you want!!!

Até eu cedi… a moda pega!

Óculos de sol em ambientes fechados, pode?

E aí, é rude usar óculos de sol longe do sol?

A BBC publicou uma matéria sobre isto visto que a dúvida é mais popular do que imaginamos. Motivos não faltam para justificar o uso destes óculos em locais tidos como impróprios (leia-se longe do sol): Para esconder alguma coisa, como disfarce, como arma de intimidação, para se dar um ar de mistério, como símbolo de status, para evitar contato com o mundo- já que os olhos são as janelas da alma, ou por motivos de saúde, mas estas pessoas já têm carta branca, então foquemos no primeiro grupo.

Eu mesma vira e mexe esqueço de mudar meu óculos. Tenho o hábito de sair sempre com um modelo para o sol e outro ótico, e na pressa, deixo o de sol no rosto e o ótico pendurado na camiseta. Se eu estiver enxergando, raramente desconfiarei do tom da lente. Confesso que às vezes curto abusar das lentes solares, principalmente as verdes e azuis porque aquecem as cores. Tudo fica mais bonito, mais vivo, o cinza do céu fica menos dramático, o sol mais laranja, o verde mais vivo. É como se fosse um segredinho, uma lente e um enquadramento só meus. Eu não havia associado este hábito a antipatia, até ler esta fatídica matéria da BBC.

Sabemos da importância de usar óculos de sol para nos proteger dos raios, mas, experimente usá-los por mais de cinco minutos em um ambiente fechado e provavelmente você se verá alvo de olhares inquisidores.

Por outro lado o óculos escuro é escudo e nos empodera. Kim Kardashian sempre que consegue ‘posar’ para os paparazzi o faz com seus anteparos. Lenny Kravitz acha o máximo associar sua fama e sua pose ao uso dos solares, mas ele faz parte da casta dos músicos e rock stars que atingiram outro patamar, e eles simplesmente podem. Anna Wintour raramente é vista com os olhos à mostra, pois, como ela mesma declarou a uma jornalista “se eu estiver super entediada, ninguém ficará sabendo”.

Li certa vez uma declaração do Kaiser, Karl Laggerfeld :

Uma vez fui entrevistado por uma jornalista alemã- uma mulher horrível. Foi logo após a invasão dos Comunistas- acho que uma semana depois da saída deles- e ela estava usando uma malha amarela, bem transparente. Ela tinha peitos enormes e usava um sutiã preto, e ela me disse: “Não seja rude, tire seus óculos agora”. Eu respondi: “Pedi para você tirar seu sutiã?”

Talvez usar óculos escuro seja como usar boné ou chapéu à mesa: errado de acordo com certos códigos de etiqueta. De fato é incômodo não ver os olhos do seu interlocutor e não saber quão real é o que ele está dizendo. Mas talvez seja algo mais simples e mais maravilhosos que este nó todo: quem assume que quer usar óculos escuro em um lugar fechado o faz porque está tão confortável na sua pele e dentro daquela armadura que não tem tempo para ouvir, e obviamente para olhar, os inquisidores.

Touché!

Eu vejo flores

Chegou a primavera! E sabe o que virá de monte? Flores e cores.

Cores, perfumes, leveza e a promessa de um verão delicioso. As passarelas já anunciaram as tendências primavera/verão 2016. Estampas, texturas, artsy, retrô… numa boa… um pot-pourri, porque moda é isto aí, uma mistura e reciclagem constantes.

Óculos enquanto acessório vem acompanhando estas estações, conforme as coleções. Mas por ser um item tão especial, tão desejado e tão marcante, os próprios designers (salvo, claro, as marcas que existem enquanto labels de roupa), se permitem mais flexibilidade criativa e narrativa.

Fracamente acredito em mudanças, e variedade, mas moda enquanto tendência.. não sei não… óculos não sai de moda nunca. Diquinha… não jogue seus modelos ‘antigos’ fora e corra já para a gaveta da vovó e pegue tudo que ela usava quando moçoila!

Inegavelmente a primavera chegou e #flores estão em alta. Separamos os óculos de sol mais divertidos que traduzem este clima delicioso, feminino e casual.


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais