Aviador Archives | By The Eyewear
Verdades sobre o óculos aviador

O modelo de óculos aviador é provavelmente um dos mais icônicos da história. No entanto, este modelinho que ‘fica bem em todo mundo’ tem muita história por trás e existe em zilhões de shapes, tamanhos, cores e releituras. Vale saber identificar um real aviador. PLAY!

Óculos metálicos

O minimalismo voltou?

Pensei bastante antes de escrever este texto. Eu sou favorável ao “mais é mais” e, no entanto, não posso negar que os óculos de metal estão fazendo um retorno ENORME e estão ganhando um espaço bem merecido entre nós amantes dos óculos.

O cenário atual no mundo dos specs é de metal minimal e sem gênero. A nostalgia reina neste meio onde o metal é o novo passe-partout do estilo contemporâneo. O metal é limpo, sofisticado, serve de dia e à noite e é para muitos designers, ‘genderless’. Quão contemporâneo é este debate, hein? O que está em jogo é a forma, seja ela linear, redonda, geométrica ou angular. As cores principais desta temporada são preto, ouro e prata, se for em metal precioso, melhor ainda.

O metal tem uma qualidade interessante porque esconde muito pouco do seu rosto e permite que você faça seu próprio estilo ao redor da armação. O metal é neutro, o metal é duradouro. Dito isto, um grande número de marcas incluíram um ou mais shapes de metal em seu mix nesta temporada. Embora o foco aqui sejam os óculos de receituário, os óculos de sol também participaram deste jogo. E, curiosamente, a maioria das formas se encaixa divinamente bem nos rostos de homens e mulheres.

Arquitetura e arte desempenham um papel importante

A marca francesa Face à Face desenhou um par inspirado nos traços do artista Sol Lewitt, considerado o fundador da arte minimalista e conceitual. Um excelente ponto de partida para nós. Outro par foi desenhado e nomeado em homenagem ao movimento De Stijl que ocorreu na Holanda, conhecido pela “universalidade através da redução dos elementos essenciais de forma e cor, simplificando as composições visuais ao mínimo: verticais e horizontais; reduzindo as cores às essenciais: pretas, brancas e primárias”. A marca espanhola Alfred Kerbs inspirou-se no móbile do artista Alexander Calder, um tipo de escultura em movimento feita com formas delicadamente equilibradas em fios metálicos. O modelo AIRPLANE, tem a leveza de um móbile, a liberdade de um avião, e a maestria de um equilibrista. Lool eyewear, uma marca jovem e promissora baseada em Barcelona, inspira-se na própria cidade para criar desenhos em chapas de aço. Seu design da série Tectônica é um grande exemplo de arquitetura em óculos. “Eles são trabalhados à mão, um por um em um processo técnico preciso, combinando o industrial, o manual, o homem e a máquina. As linhas de design refletem a nossa influência principal, o retrofuturismo infundindo desta forma sua personalidade única para todos e cada um de nossos peças.”

Vintage revisitado e reinterpretado

O metal tem sido usado há mais tempo do que o acetato, portanto, a história imortalizou uma série de figuras importantes usando pequenas e redondas armações metálicas. As marcas contemporâneas sabem disso, e reivindicaram esse traço. Os óculos da LGR eyewear são bem conhecidos por trabalhar desenhos vintage em suas formas modernas e contemporâneas, todas nomeadas em homenagem um país africano, de onde a maior parte da inspiração vem. Os óculos Transvaal são um excelente exemplo de um modelo bem ‘old-school’ trazido para 2017 de uma forma extremamente inteligente e fashion. Bravo! O modelo Driver Seat da nova iorquina Smoke x Mirrors é inspirado na cena do rock da Inglaterra do final da década de 1970. Simples e bacana. Club House do residente de Venice Beach, Garrett Leight, é uma coleção refinada que revisita os clássicos masculinos dos anos 80, mas desta vez, sem gênero.

 

Preciosos

Algumas marcas elevaram o nível trazendo metais preciosos para a discussão, deixando claro que os óculos têm sim qualidade de joia. Linda Farrow criou um aviador sofisticado que de longe parece quase um meio aro. A mistura elegante de titânio japonês com ouro branco equilibra e repagina um clássico do eyewear: o aviador. O Clairaut da Leisure Society é nomeado em homenagem ao astrônomo Alexis Clairaut. Este óculos possui um design de dois tons “óculos dentro do óculos” que é projetado habilmente usando 10 parafusos escondidos. O aspecto distinto do óculos é obtido através da escultura de blocos sólidos de titânio. Titânio 100% puro em prata 12k, ouro 18k, ouro rosa 18k combinados com ponteiras de titânio correspondentes. Individualmente numerados e manualmente produzidos no Japão, este é um exemplo puro de óculos-joia. A edição limitada Concorde, da francêsa Ahlem, é feita de Paládio mergulhado em 3 mícrons de ouro, seja branco, rosa ou amarelo.

 

Lentes Coloridas

Tendência em evidência: lentes colorias

Chegou aquela hora do ano e da moda, de deixar seus olhos lindo ainda mais à mostra. Vimos uma invasão imensa de lentes coloridas no street style por aí (ou pelo Instagram), e principalmente no Coachella.

As lentes divertidas e colorias (amarelas, vermelhas, azuis e verdes) são perfeitas para a cidade, e melhores ainda para estes dias de outono. São óculos que podem e devem ser usados o dia TODO: na rua, no café, no escritório e até mesmo no happy hour. São óculos que tem proteção UVA/UVB, ou seja são de sol, mas não são para ficar esturricando na praia, porque não protegem como uma lente preta. Estes óculos são a melhor definição de acessório cool, para compor o look!

Quem curte esta vibe bem anos 70 deve investir em pelo menos um par. Uma coisa eu garanto, é cool, sexy e vira e mexe volta à moda. Basta olhar as fotos do John Lennon da década de 70 para entender. Vá fuçar na gaveta da mamãe.

Separamos os mais cool da temporada 🙂

 

 

 

Raios Invernais

Chega o inverno vai o verão, mas os óculos de sol não somem jamais.

Não faz mal se não está 40 graus, os óculos são timeless. Mas apesar de ser efêmero, os designers também acompanham as tendências, então você vai com certeza ver algumas coisinhas diferentes por aí. Rapazes, este post é para vocês.

Militar: Como de praxe, o tema militar é tendência para o inverno masculino seguindo a linha aviação, portanto o modelo aviador volta com tudo (não que ele tenha sumido em algum momento, né?). Ele se renova com materiais leves como o acetato e formato mais arredondado. As lentes fogem um pouco do espelhado, mas o metal ainda está presente.

Eye to Eye com Fabrizio Rollo

Existia um momento em que eu estava atrás de um óculos para me esconder ou fazer um tipo, e hoje este tipo não existe mais, porque eu realmente preciso dos óculos, e eles fazem parte de mim como se eu os tivesse usado a vida inteira.

Detalhes

Personagem: Fabrizio Rollo

Olhar: Tatiana Viana

Combinação perfeita: Homens e óculos de sol

Feche os olhos por um minuto e tente pensar nos personagens que mais te marcaram na história do cinema. Bam!!! Certamente quase todos, se não todos, têm algo em comum: óculos de sol.

Esqueça seus atributos básicos e não entremos no mérito da saúde. O que os óculos de sol fazem por nós vai muito além. São um escudo, o anteparo perfeito para nos dar um élan, um toque de classe, de charme e de mistério. Sendo esta uma ferramenta pra lá de conveniente, não é de se estranhar que o cinema tenha se apropriado de seus recursos e o tornado item quase obrigatório na construção de personagens, muitos dos quais, emblemáticos.

Os franceses sacaram isto logo. A Nouvelle Vague, revolucionária, romântica, violenta e estilosa lançou diversos modismos. Mastroiani fez “8 ½” quase que completo sem que víssemos seus olhos. Tom Cruise, enquanto Maverick, catapultou o estilo para a estratosfera. Steve McQueen transformou-o em elemento de puro charme. Tony Montana usava-o para disfarçar suas noites de sacanagem, e a gangue mais hard core do Tarantino em “Reservoir Dogs” não seria tão bacana se não fossem os tais óculos escuros.

Veja uma seleção de óculos que migraram do status de cool a legendários. Tá certo que os atores (gatos) ajudaram a impulsionar a onda. Da próxima vez que for simplesmente vestir um par, pense no poder na narrativa de um par perfeito e se espelhe nos seus ícones. Deixe o óculos falar por você.

Jean Paul Belmondo em “À bout de Souffle
O anti-herói mais sofisticado e desejado da França. Munido, claro, de acessórios escolhidos a dedo.

Al Pacino em “Scarface
“Eu sempre falo a verdade. Mesmo quando eu minto”

8 ½” com o italianíssimo galã Marcello Mastroiani

Tom Cruise em “Top Gun

Mais um product placement para entrar para a história! Os aviators viraram peça desejo.

The Thomas Crown Affair

Steve McQueen deu aula de charme. O ano era 1968 e McQueen apareceu pela primeira vez na telona com o Persol PO 714. O filme elevou McQueen (já galã) e o PO 714 ao status de lendas, porque como ele mesmo dizia: “Não acredito em heróis meia-boca”, ou com acessórios irrelevantes.

Daniel Craig em “Skyfall”, aka, The Bond life.

Qualquer personagem do Bond vem extremamente bem assessorado. E este filme não poderia ser diferente. O modelo aviador é nada menos que o Tom Ford Marko FT0144.

Jack Nicholson em “Easy Rider”.

Sem necessidade de qualquer legenda. Eis o cara que sacou que sem seus óculos ele é um sessentão barrigudo, e com eles, é Jack-F******-Nicholson

Silvester Stalone em “Cobra

Carrera Champion Aviators: Cara da maldade.

Tom Cruise em “Risky Business

Em 1982, o então garoto Tom Cruise usou o modelo Wayfarer da Ray Ban para construir seu personagem. O modelo estava prestes a ser descontinuado, só que o galã e o filme alavancaram o modelo “too-cool-for-school” cujas vendas aumentaram 2000% em um ano! Touché!

John Belushi & Dan Aykroyd em “Blues Brothers

“Estamos há 106 milhas de Chicago, tanque cheio, meio maço de cigarros, está escuro e estamos usando óculos de sol”.

Reservoir Dogs

A turma de criminosos do Tarantino não seria tão desolada se não fosse a uniformidade nos óculos de sol.

Jamie Foxx em “Django Unchained”: Bad to the bone.

Jean Reno em “Léon the Professional”. O que dizer de um cara que adormece na poltrona sem tirar seu óculos escuro? Eis Leon, um assassino bastante charmoso.

Anthony Michael Hall em “The Breakfast Club”. Graças ao Wayfarer o menino nerd conquistou o respeito dos coleguinhas.

Johnny Depp em “Fear and loathing in Las Vegas”. Johnny Depp chega a Las Vegas circundado por uma nuvem de drogas tão absurda que nem o seu Ray Ban 3138 consegue segurar o drama! Hoje o modelo (maxi aviador) e o filme viraram cult. Ray-Ban ‘Shooter’ (apelido carinhoso) ainda está em produção.

Aviador: Dos cockpits para seu closet

Fãs do Maverick, exultai

É oficial, os roteiristas e produtores estão trabalhando na pré-produção do filme “Top Gun 2“. Filme que imortalizou a essência da década de 80, aumentou o recrutamento militar, alavancou o então jovem Tom Cruise à fama, mas mais que isto, fez do clássico modelo da Bausch and Lomb, o Aviator, uma peça épica, e necessária no guarda-roupa de qualquer fashionista.

É razoável dizer que o modelo aviador é para a Bausch and Lomb, o que a lâmina de barbear é para a Gilette. Um marco, uma peça ferozmente disseminada e copiada. O modelo aviador alcançou a meca do mundo fashion, sobrevivendo bravamente (inclusive aos fatídicos anos Disco), se reinventando e jamais se tornando uma peça cafona ou ultrapassada. Poucos óculos podem dizer o mesmo, e mais que isto, poucos itens podem estar no rosto de avôs e netos em uma mesma foto e ficar bem em todos!

A história por trás do modelo aviador é tão sensacional quanto seu design

A peça surgiu, como a maior parte das grandes invenções, de pura necessidade. Estamos nos anos 30, entre guerras, no ápice da primeira revolução da aviação militar. Os pilotos americanos estavam voando cada vez mais rápido e mais alto, desafiando leis da física. Jovens, idealistas e, claro, bem treinados, estes rapazes passaram a voar com frequência cada vez maior e por mais tempo. Os efeitos colaterais da exposição ao sol e mudança de temperatura em altitudes elevadas começaram a se fazer perceber, resultando em vista cansada, dores de cabeça e cansaço.

Foi o General Douglas MacArthur da Força Área Americana que encomendou um óculos para proteger seus pilotos.  A sacada da Bausch and Lomb (hoje conhecida como Ray Ban) foi desenhar um óculos leve, com lentes verdes em formato de lágrima que cobrissem toda extensão dos olhos, com curvatura firme atrás das orelhas e proteção UV. Eis o porquê do nome “aviador”. Ou seja, feito para aviadores militares.

Das bases militares para o mundo, digamos que não foi um salto, mas imagine jovens pilotos, com horas de combate nas costas, após o expediente, andando com jaquetas de couro, cabelo raspado e aquela cara de bravo, pelas ruas com o modelo ultra sexy e até então novidade que era o aviador? A associação do modelo à áurea das bases militares foi quase automática.

A Bausch and Lomb soube explorar muito bem seus produtos durante a Segunda Guerra (talvez tenha sido mera coincidência que o General Mc Arthur se encantou por seu modelo aviador e apareceu em cenas decisivas da Guerra com seu óculos), e em filmes hollywoodianos. O óculos passou a estar associado a homens lindos, transados e desejados. A Ray Ban começou a vender um estilo de vida, um misticismo que vai muito além do utilitarismo dos óculos e entra na esfera do desejo e do pertencimento. Quem nunca desejou ser o Maverick com seu clássico Ray-Ban Aviator 3025? Esta vontade de pertencer ao mundo da marca e tomar para si todos os valores que ela vende é tão intenso que um modelo assumidamente masculino encantou (e segue encantando) homens e mulheres com a mesma intensidade.

Hoje praticamente todas as marcas de óculos têm um modelo que presta homenagem direta ou indireta ao famoso “modelo aviador”. Uma coisa é certa: o modelo fica bem em quase todo mundo, e é uma daquelas peças chave que devem morar no nosso guarda roupa. Se nos anos 30 já havia uma preocupação com a exposição solar, qual sua desculpa para não usar seu óculos de sol todos os dias? Óculos é bacana, pode seguir tendências da moda, inegavelmente nos dá aquele ar de mistério, mas acima de tudo é proteção.

Matéria originalmente publicada no portal Opticanet.

 


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais