Cutler and Gross Archives | By The Eyewear
10 Designers mulheres para seguir já

Sendo uma mulher, uma usuária orgulhosa de óculos e uma pessoa que acredita que todo o design deve ser um reflexo das intenções dos designers, eu não poderia deixar este mês passar sem celebrar 10 designers incríveis que eu tive o prazer de conhecer. Lembre-se que o mundo dos óculos está cheio de mulher extraordinárias, todas com vozes diferentes, conceitos interessantes e convicções firmes. Estes são apenas alguns nomes que você deve conhecer e ficar de olho.

 Caroline Abram – Caroline Abram Paris

Caroline é a personificação perfeita do “estilo mulher francesa”. Ela é elegante, delicada e muito forte, bem como seus desenhos. Uma optometrista que virou designer, ela é obcecada por detalhes e cores. Seus óculos são feitos para todas as mulheres que quiserem se sentir fabulosas e quiserem vestir sua própria confiança. Seus desenhos começam com o formato das sobrancelhas da mulher e então ela desenha o resto do shape. Dito isto, o fit é absolutamente incrível, cada um de seus óculos parece que foram feitos apenas para você. O uso de cores faz com que você deseje combinar cada óculos com uma paleta de maquiagem diferente e uma bolsa mais extravagante. Sem mencionar que seus desenhos tornam óbvio que todas as mulheres podem e devem explorar a maquiagem por detrás desses óculos que são acessórios e não são de modo algum uma máscara para se esconder.

 

 

Gai Gherardi & Barbara McReynolds – l.a.Eyeworks

l.a.Eyeworks faz parte da história dos óculos. A marca é a visão de duas mulheres extremamente inspiradoras: Barbara McReynolds e Gai Gherardi. “Nós projetamos óculos para celebrar a diversidade dos rostos e a singularidade dos indivíduos. Os óculos que fazemos são faíscas da nossa imaginação. Você completa esses pensamentos e traz os sonhos de l.a.Eyeworks”. Desde o final dos anos 70, eles desafiam o mercado de óculos, as normas e tornam cada vez mais claro que “Um rosto é como uma obra de arte. Isso merece uma excelente armação. “E armações com A são o que eles entregam. Explorar diferentes formas e brincar com cores divertidas e combinações únicas de acetato são sua maior especialidade. Essas mulheres não conhecem nenhum limite para sua imaginação.

 

Marion Frost – Frost Eyewear

Marion tem esta personalidade enorme e amorosa. Excêntrica de sua maneira fabulosa. Ela vive completamente absorvida em detalhes, e é atenção aos detalhes que é uma principais características de suas criações. Ela é uma contadora de histórias e uma pessoa que acredita na beleza das narrativas. Seus projetos começam com histórias de sua infância e outras que ela ouviu ao longo do caminho. Estes podem ser tão simples como uma senhora que vive na floresta, tão intrincadas como o movimento de moléculas ou um conto inspiracional no qual um shape específico te ajuda a clarear o pensamento. E as histórias são contadas em óculos fascinantes e muito incomuns que muitas vezes misturam composições de cores únicas. Ela faz questão de mostrar que seus óculos têm o poder de transformar quem os usa. Marion brilha, seus olhos contam histórias e ela dominou o conceito de traduzir essa adorável imaginação dela para seus consumidores. Ela realmente acredita no poder de transformador de um bom óculos.

 

Anna-Karin Karlsson

Anna é a figura feminina forte que está em todos nós (mas nem todas temos a coragem de mostrar). Assim com sua personalidade, seus óculos são ousados, cheios de detalhes e absurdamente complexos. Sua vontade principal em projetar óculos é levar beleza ao mundo. Ela quer que suas consumidoras sejam suas porta-vozes vestidas com essa armadura espetacular incrustrada com cristais, metais e pedras preciosas. Anna é obcecada por contos de fadas e todas as suas coleções começam neste maravilhoso mundo de fantasia e são então traduzidas para seus óculos. Cada par é uma jornada maravilhosa através de mundos fantásticos com a mesma mulher extremamente impressionante e maravilhosa no banco do motorista. Seus óculos destinam-se a fazer as mulheres se sentirem absolutamente deslumbrantes.

 

Ahlem Manai-Platt- Ahlem Eyewear

Ahlem é Paris. Seus óculos representam a verdadeiro Paris, criada pela história, o caos, a diversão e a singularidade que fazem de Paris esta cidade única. Cada óculos tem o nome de um bairro parisiense e as principais características da área são traduzidas para os óculos. A principal inspiração para cada “família” vem da arquitetura e das ruas que tornam cada vizinhança única. Esta não é uma marca orientada pela moda, é uma marca de amor criada por uma verdadeira parisiense. Os óculos de Ahlem não gritam por atenção, pelo contrário, são desenhos cheios de personalidade, mas que não é um “show stopper”, mas um “potenciador de personalidade”. Ahlem acredita que os óculos que alguém usa são um sinal claro de sua personalidade, algo tão ligado a quem ele realmente é que é quase impossível mentir, ou se esconder atrás de uma armção.

 

Fa Empel – Pawaka

Fahrani Empel (Fa ‘) é a mente criativa por trás da marca de óculos Pawaka. Ela é uma figura incrivelmente feroz e complexa: designer, modelo, atriz e ativista ambiental, para citar algumas de suas facetas muito interessantes. Nascida na Indonésia, ela conseguiu trazer seu patrimônio e rico passado cultural ao design que mistura histórias com um quê futurista. PAWAKA é a palavra sânscrita para fogo; e era o codinome de seu avô durante a Segunda Guerra Mundial. Prestando homenagem à terra nativa de Fa, todos os óculos são nomeados na ordem numérica da Língua Bahasa Indonésia. Pawaka é uma jornada através dos elementos, através da cultura e da natureza, trazidos por um globetrotter que domina a cultura pop e tem uma identidade muito firme sobre a qual se ergue. Os óculos da Pawaka têm uma discreta rigidez que os torna tão interessantes quanto nossa protagonista. Leva algum tempo para deixar o design penetrar, e você precisa de calma para apreciar as formas contrastantes e as bordas agudas.

Sabine Bégault-Vagner – Sabine Be

Sabine é uma daquelas pessoas com uma luz própria e uma jovialidade deliciosa. Esta leveza e diversão que ela carrega consigo são a base de todo seu design. Criar óculos é um sonho de infância que só foi realizado mais tarde em sua vida, mas vemos claramente a paixão que transborda em cada coleção. Todos os seus desenhos, seja para homens, mulheres ou crianças, têm a mesma vibração. A ideia de diversão e jogos começa com o círculo e o quadrado que compõe seu logotipo, depois são traduzidos para as ponteiras e para o frontal dos óculos. Tudo é leve, alegre e despreocupado. Sua missão de marca deveria estar em todos nós, e apesar de muito forte e muito clara, é contrabalançada por desenhos leves e bem humorados. De acordo com Sabine: be as in to be. be as in to exist. Passionately be. Simply Be.

 

 

Nadine Dalal- Delalle

Delalle encarna a jornada de Nadine e a realização de um sonho, que a levou de Beirute a Londres e muito além, para criar uma marca de luxo autêntica e, acima de tudo, única. Os desenhos de Nadine são um reflexo de seus sonhos e sua imaginação que viaja em todo o mundo e durante todas as décadas, mas sempre é guiada por um sentimento de saber quem você é e o que te faz feliz. Cada par destes óculos de luxo apresenta um toque distintivo, produzido por uma fusão contínua da inspiração e da cultura contemporânea, materializando-se em um produto de alta qualidade que é ao mesmo tempo distinto e moderno. “Delalle foi imaginado para pessoas que como eu gostam de peças imensas, não têm medo de se expressar e gostam de estimular a imaginação. Essencialmente, cada coleção vem como uma edição limitada. Sem dúvida, o design de óculos abriu portas para executar e retratar minha criatividade e paixão pelo design “.

Erida Schaefer – La Frida

Erida é um artista, não só isso, mas como eu, ela é brasileira. O design de óculos ainda é algo raro em nosso país, então, conhecendo-a, me encheu de alegria. Ela sempre trabalhou com cores e materiais. Mas apenas recentemente ela descobriu nos óculos o suporte perfeito para sua linguagem notável. Muito parecido com sua personalidade ousada, seus projetos são chamativos, divertidos e espirituosos. Ela projeta óculos que chamam a atenção para o usuário e suas criações são a cereja em qualquer bolo: criativos, cativantes e verdadeiramente únicos. Uma vez ela me contou que começou a pintar seus óculos de sol vintage porque ela estava entediada com a paleta monótona que via nas ruas e não conseguia entender por que as pessoas se escondiam atrás de óculos escuros sem graça quando deveriam ser elas mesmas. Ela então assumiu o trabalho de mostrar às mulheres como os óculos divertidos e personalizados podem ser importantes na hora de criar um look. Sorte nossa que ela trocou as telas pelas armações.

Marie Wilkinson- Cutler and Gross

Graham Cutler e Tony Gross trouxeram Marie Wilkinson a bordo por causa de seu “bom gosto e senso inato de estilo”. Marie é diretora criativa da marca londrina Cutler e Gross há mais de 30 anos. Ela é uma mulher excepcional, com domínio técnico completo e um olhar para a sofisticação. Ela entende que uma escolha ousada de óculos indica uma certa confiança interior e, assim, cria óculos para ajudar as pessoas das mais diferentes personalidades a contar suas histórias.

 

 

 

Óculos anos 80

Os anos 80 foram divertidos e notáveis em maneiras. No que diz respeito aos óculos: muitos redondos e ovais.

Nosso segundo editorial comemorando o 50º aniversário da Silmo traz Giulia de Martin usando um elegantérrimo @CutlerAndGross e um very vintage Sol Amor. Este primeiro é parte da Coleção Heirloom e foi relançado em comemoração ao 45º aniversário da sua primeira loja emblemática Knightsbridge, representando um dos marcos da marca. Ela também escolheu um modelo da Sol Amor 1946, que ressurgiu das cinzas para revisar a vibe vintage com tecnologia atual.

Jen nos mostra as linhas limpas da Daniel Hechter Eyewear, o design divertido e quase kitsch da Pierre Eyewear e o toque tecnológico da O-Six.

Martin Graf, chiquérrimo como sempre, escolheu silhuetas simples e atemporais. O primeiro é de Clement Gouverneur. A forma metálica pequena (forma clássica dos anos 80), quase industrial, é uma obra-prima de Matsuda. Outra das suas escolhas é um par tartaruga com ponte alta da Smoke x Mirrors. Por fim, com suas linhas limpas e curvas suaves, o JASPER da @MOSCOTnyc é contemporâneo e moderno.

Miguel Mazón, também colaborador do blog Laespejuelos, incorporou híper bem a vibe street dos anos 80. Um retorno aos 80 para o designer de óculos Jean-François Rey, que celebra 30 anos de criatividade com uma linha exclusiva entitulada: 1985. Para esta ocasião única, o designer francês optou por reeditar seus óculos de prescrição mais emblemáticos e óculos de sol da década de 1980, respeitando fielmente os desenhos originais. Este modelo de estilo retro “California” de @myjfrey é um modelo redondo perfeito que combina metal dourado e acetato de tartaruga. Sua outra escolha, Plus Eyewear, é muito mais simples, mas divertida e industrial, elegante para homens discretos.

Em busca do óculos perfeito em NYC

Amantes de armações bem-vindos a  Nova York!

Nesta cidade elegante (sou suspeita para falar porque sou enlouquecida pelas luzes, promessas e barulhos de Manhattan), e em constante movimento, você encontrará uma seleção de lojas com modelos espetaculares  que vão destacar tudo que você tiver de melhor. Vá com calma, desfile, aproveite, desfrute das armações. A primeira impressão é a que fica, e o que vai sobre seu nariz é seu cartão de visita…por tanto, invista nas armações!

Surreal

Oleg Rabinovich, dono da loja, (sorte sua se conseguir ser atendido por ele), se considera um consultor muito mais que um vendedor. E a Surreal é um espaço curatorial, vitrine para modelos únicos, designers independentes e modelos vintage. Dentre o portfolio estão Kuboraum, Dzimtry Samal, FACE a FACE, Theo e Anne et Valentine. A Surreal lançou recentemente uma linha própria, interessante (não tão fabulosa quanto as demais peças em exposição).

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Yelp

 

 

Selima Optique

Selima Salaun é uma mulher elegante e sensível. Aquelas que ficam sentadas em um canto e te observam, por longos momentos antes de abrir a boca. Ela acredita que os óculos devem ser um reflexo da personalidade, e por isto ela leva muito a sério o momento da escolha. Ela e seu time sentam, conversam, e buscam entender o perfil dos clientes antes de sugerir peças com base nas regras de formatos de rosto, tom de pele, etc etc. Os modelos da linha Selima Optiqe são a prata da casa.

 

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Cortesia da Selima Optique

 

Fabulously Fanny’s

Fanny’s é um parque de diversões. A loja traz uma seleção incrível de peças vintage que datam (algumas) do século 18 e passeiam pela história até chegarmos às peças avant garde. Os óculos não estão expostos como tradicionalmente esperamos, ao contrário dos armários de vidro e prateleiras intocáveis, os óculos moram em armários e gavetas devidamente identificados. Os clientes devem se sentir em casa. São estimulados a sentar e buscar os óculos com calma, fuçando os arquivos, experimentando, enquanto conversam com os funcionários da loja. Vá à Fabulously Fanny’s, mas vá com bastante tempo, vai valer a pena.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Cortesia da Fabulously Fanny’s

Moscot

Moscot é um ícone de Manhattan. A marca e loja são parte da história da ilha, cujas raízes datam de 1899. Hoje são três lojas em Manhattan e uma linha ótica que conta com best-sellers como The Moscot Originals, Moscot Spirit, e Moscot sun Collections vendidos em lojas ao redor do mundo. O modelo dobrável Moscot Lemtosh virou clássico dentre os hipsters.

 

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Divulgação

 

Facial Index

Ode ao desenho avant-garde. Neste espaço clean, zen, e contemporâneo, que muito se assemelha a um loft está uma joia japonesa em plena Manhattan. A loja traz marcas japonesas todas com design simples (à primeira vista), mas com a tecnologia e caimento dignos do país do sol nascente. Destaque para os acetatos coloridos da marca Spivvy, e os modelos tartaruga esculpidos à mão da Taihachiroh-Kinsei. Os modelos são produzidos em poucas quantidades então a chance de encontrar outro passeando por aí é quase nula.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Divulgação

 

Morgenthal Frederics

A Morgenthal é uma loja bem nova iorquina. Sempre que entro aqui me sinto de fato em Manhattan. Os atendentes têm fichas com os dados dos clientes e detalhes de suas compras recentes (sofisticado, coisa que não vemos mais por aí). A seleção é muito bem feita, e muitos designers fazem peças exclusivamente para a Morgenthals. O que mais gosto nesta loja é a linha de óculos de chifre de búfalo esculpidos e tingidos à mão. Elegantérrimos.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Studio Viz

 

Cutler and Gross

O segredo mais bem guardado de Manhattan. Imagine entrar no closet de um #Specsaddict. Sonho, né? A loja do Soho da Cutler é isso. Um closet gigante, com prateleiras que vão até o teto, forradas com óculos, todos separados por cor. A vitrine que dá para a rua não faz jus à grandeza e à delicia que são entrar nesta loja. Aqui estão todos os modelos da Cutler em circulação. Os vendedores são maravilhosos, pacientes, e muito bem treinados na arte de escolher um óculos que seja perfeito para o cliente, e não para bater meta. A pérola da loja fica atrás do caixa. Um museu com os designs dos anos 60 até meados dos anos 90, que não são mais fabricados. Pasme, todos a venda.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Oleg March

 


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais