Fendi Archives | By The Eyewear
Entrevista com a CEO da Safilo

A empresa italiana Safilo é a segunda maior fabricante de óculos no mundo. Dentre as marcas produzidas estão: Givenchy, Jimmy Choo, Moschino, Carrera, Fendi, Polaroid, para citar algumas.

Eu tive a oportunidade de bater um papo com Luisa Delgado, CEO à frente desta potência. Os óculos deixaram de ser apenas óculos e viraram acessórios de moda. Aplicativos nos avisam sobre a intensidade dos raios UV. Um óculos pode ser usado de 7 maneiras diferentes. Estes são alguns dos desafios e inovações que fazem da Safilo uma potência. Ficou curioso? Aperte o PLAY e sabia como a CEO de uma das maiores empresas de óculos do mundo enxerga estas mudanças.

Óculos para você brilhar

Você nasceu para brilhar. Não importa o que dizem, não importa se sua auto estima oscila, não importa seu cabelo e menos ainda o lugar para onde estiver indo. Brilhe, o caminho todo.

Caso você precise de ajuda para enaltecer sua luz interna (que já é bem forte, tenho certeza), a moda está aqui para te ajudar. Os brilhos, os excessos e os strass estão fazendo um come back bem elegante. A Gucci, por exemplo, extrapolou no tamanho e na quantidade de pedras nos seus óculos apresentados na última coleção, deixando claro que o look das 9 às 5 merece um up. E que up, hein?

Diversas marcas, como a Jimmy Choo, apostaram no glitter, outras como a Miu Miu, em pedras coloridas e algumas simplesmente não seguem regras e querem mais é chamar atenção, como é o caso da sempre ousada e mega extravagante Anna Karin-Karlsson.

O que ficou claro é que as pedras saíram do look habiée e conquistaram as ruas e a luz do sol. O fato destes óculos extravagantes terem lentes solares deixa claro que não precisamos mais esperar um bale de gala para se ‘emperiquitar’. Vai ao supermercado? Ao salão? Trabalhar? Então merece um belo par de óculos!

Apesar deste movimento diurno ficar evidente, ainda assim precisamos chamar atenção à noite. A dica aqui é escolher em um par de óculos (deste select extravagante) que te atraia e trocar as lentes solares por graduadas. Se vc não tiver grau nenhum e ainda assim quiser entrar para nosso time, então faça um par sem grau mas com proteção UVA/UVA e antireflexo. Os óculos são o acessório mais chamativo de todos e garanto que te farão brilhar, de dia ou à noite.

Selecionamos alguns pares bem interessantes para começar este seu namoro com os brilhos. Não deixe de conferir o vídeo no final desta matéria com dicas maravilhosas para combinar óculos com jóias à noite! Uau!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Peso x Leveza

O seu drama não era o drama do peso, mas o da leveza. O que se abatera sobre ela não era um fardo, mas a insustentável leveza do ser.

A Insustentável leveza do ser

Milan Kundera

A aproximação do final do ano sempre invoca uma autorreflexão com questionamentos acerca de uma etapa que se encerra: e agora? Será que cumpri as metas deste ano? O que ”fazer” e pretendo “ser” no ano que vem? Será…? E se…? Quando? Estas reflexões que todos nós fazemos, em maior ou menor grau, conduziu-me a pensar em um tema que, neste ano, mais do que nunca, devido ao lançamento do BTE, sempre me acompanhou: até que ponto meus óculos me definem?

A resposta é simples: Não me definem… Mas através deles, eu me posiciono. Sou uma apaixonada por óculos ou, como dizem por aí, heavy user! Logo, afirmo: nenhum objeto externo é capaz de nos dizer quem somos. Mas com estas “ferramentas” podemos moldar quem queremos ser.

Pensando nesta proposta, e tendo em mente a responsabilidade e o “peso” de usar modelos exóticos, de buscar direcionar olhares, de querer que as pessoas pensem alguma coisa só de olhar para o meu rosto, revisitei a obra prima de Milan Kundera. A partir da dualidade unitária do Ser, daquele que sabe o que é, e daquele outro que surge da presença de uma entidade – neste caso, meus óculos – apresento o ensaio a seguir: .

“A leveza do rosto desnudo x o peso de um rosto cuja visão está restrita ao campo de uma armação. A leveza do ser como ele é x o peso de um rosto que se posiciona. A leveza de sermos iguais x o peso de buscar se destacar. A leveza de um balão x o peso dos óculos… tal é este ensaio, que busca equilíbrio, seja nas armações translúcidas, na paleta de cores pastel, na brincadeira das expressões”.

Um convite para pensar e, quiçá, em 2016, sair da sua zona de conforto e entrar para a turma dos que #UsamÓculosComOrgulho. Experimente uma armação nova busque ver o mundo com um outro olhar, ouse se apresentar de outra maneira, com uma cor ou um modelo novo no rosto.

Fica o convite. E se precisar de uma ajudinha, estou por aqui 🙂

Homens não paqueram mulheres de óculos, será?

Então você é daquelas que acredita que homens não paqueram mulheres de óculos? Chega mais!

Queridas e queridos, isto é tão 1900!

Aff!!! Homens não só olham, como acham uma mulher com um belo óculos um charme. Experimente você mesma, mas claroooo que a cor e o modelo ajudam a digamos causar esta ‘cantada’.

Pensando nisto elegemos uma seleção show para mulheres que querem ficar sexy, são contemporâneas, descoladas, e claro, únicas como você, babe.

O melhor de tudo? Esta seleção cabe no seu bolso e está à venda no Brasil!

E aí, vamos chamar ainda mais atenção para estes rostinhos lindos????

Vá testar seu #SpecsAppeal e nos mande feedback! Histórias que começam um com belo óculos são nosso ponto fraco (ou forte, né).

Os óculos que desfilaram nas passarelas da MFW

Os óculos que mais marcaram a semana de moda de Milão.

Gucci

A Maison está passando por uma fase de transição. O novo diretor criativo Alessandro Michele substituiu muito do legado do sex appeal deixado por sua antecessora, por uma figura feminina mais sofisticada e ‘geek’ (não sou fã desta conotação, mas é assim que o próprio Michele descreve suas modelos). A coleção SS16 misturou elementos com cunho vintage, romance e tecidos dos mais diversos. Michele declarou não se interessar pelo futuro (sei!) daí a busca por esta mulher que passeia por guarda roupas antigos, vintages, ou da vovó mesmo J Os óculos são imensos, quadrados ou redondos, com lentes coloridas à los anos 70, e alguns com glitter igualmente Dancing Days. Funcionam do ponto de vista da moda, mas não enaltecem os olhos e certamente não favorecem os narizes e as feições delicadas das modelos andróginas que os desfilaram.

“Dangerous Couture Ahead” Moschino alert

Jeremy Scott conseguiu fazer da moda uma grande brincadeira. Seus desfiles bem como suas coleções são jocosos e coloridos, um verdadeiro espetáculo. SS16 viu a passarela se transformar em um pátio de obras. Tanto é verdade que as roupas ganharam elementos brutos e reflexivos vindos destes ambientes. Muito laranja, amarelo e branco. Cones viram bolsas e chapéus. Fitas zebradas e rolos de linha passaram a ter o mesmo peso. Mas, em meio a esta muvuca Scott também nos levou para passear num mundo rosa, bem sessentinha, cheio de plumas com um feeling de Garotas Super Poderosas.

Prada

Miucca seguiu com seus estudos em prol de uma mulher mais feminina e sofisticada, brincando como sempre com cores e tecidos. Os óculos, grandes (como todos apresentados nesta estação), lentes dégradé, e apenas uma chapa de acetato brilhante nas laterais. Peças leves, com cores bem sóbrias.

Fendi

A Fendi continua disputando os narizes com a Dior. Ambas estão em uma batalha acirrada para ver quem terá os óculos de sol da estação. Dado que as duas marcas estão muito bem (obrigada) no que diz respeito ao design e tecnologia, a luta será apertada! Em Milão a Fendi seguiu com os óculos apresentados no passado, mas com cores novas, muito metal, e ainda mais recortes. Um verdadeiro trabalho de geometria que conversou lindamente com as roupas: precisas e sofisticadas.

Marco de Vincenzo

Este é um dos meus designers favoritos. Há tempos ele brinca com cores, misturando-as em paletas leves e divertidas. Esta coleção assistiu a um desfile eletrizante, como uma queima de fogos. Os óculos: um modelo apenas, retangular, trabalhou lentes com cores fortes, reafirmando o DNA colorido e avant garde da marca. São peças lindas, mas não tão fáceis de usar.

Bottega Veneta

Tomas Maier, o criativo por trás da Maison, quer dar à sua cliente conforto e elegância. Dito isto, a coleção apresenta uma moda fácil de usar e bonita de ver. O mesmo vale para os óculos. Não há nenhuma ousadia, mas são exatamente o que esperamos da Maison. Clássicos e funcionais, bem como as coleções ópticas apresentadas no passado.

Marni

A moda Marni é quase um quebra cabeça, composto por roupas largas, e um excesso de sobreposições. A coleção SS16 é exatamente isto: camadas e camadas com o ocasional toque de grafismo e muitas cores vibrantes advindas de um jogo de lego. Bem como Prada, a Marni trabalhou o acetato apenas em partes, trazendo leveza aos modelos over size que replicam as cores vibrantes da estação.

Dolce and Gabbana: That’s Amore

A dupla, como sempre, criou um cenário e todo um misticismo ao redor do desfile. O clima italianíssimo a lá anos 50, projetava uma clássica cena italiana possivelmente encontrada em cidades do sul, com bancas de frutas, cores e SELFIES! Sim, muitos selfies na passarela e nos bancos. Tudo nesta coleção é over! Estampas, cores e cortes. Os óculos de sol são todos muito barrocos, enormes, cheios de aplicações que vão deste pedras a tecidos, de forma que as lentes são trabalhadas como extensões da própria roupa. Esta técnica é bem interessante e vem sendo explorada há algumas coleções por Ulyana Sergeenko.

Geometria, vanguarda e espelhos quebrados…Má sorte? Nada disso!

 Tudo se resume ao olhar.

As coleções Outono/Inverno 2015 trouxeram a geometria, a feminilidade e os volumes. Os óculos que serão vistos por aí têm isto em comum: maxi, contrastantes e volumosos.

A Fendi apostou no construtivismo que inspirou a coleção Roman Luxury House. Jogando com a estética de linhas geométricas e volumes, estes novos modelos celebram a modernidade e a feminilidade da Fendi por meio de um extraordinário jogo de proporções balanceadas.

A Dior mergulhou fundo na justaposição e na mistura de elementos masculinos e femininos, que juntos são uma obra prima: o Dior Abstract, que une tecnologia, design e audácia. O metal e o acetato são fundidos de modo que cada um traz à cena seu elemento essencial: seja a força do metal ou as cores de acetato. Arquitetura e futurismo estão em jogo.

A Marc Jacobs foi buscar nos movimentos vanguardistas aquela mulher feminina, adepta das máscaras over-size com lentes dégradée e muito metal recortado.

Os espelhos entraram neste cenário como volumes recortados atuando como extensão do jogo de grafismos apresentado pelos designers. Se a Fendi e a Dior brincaram com os conceitos de  “armação dentro da armação”, então a foto e o espelho quebrado operam como uma moldura dentro de outra moldura, dialogando ainda mais com a questão do enquadramento, do olhar, e do foco. Todo cenário é recortado até chegarmos ao elemento essencial: os óculos.  Cada espelho conta sua história e cada óculos traz seu personagem. Tudo se resume ao olhar.

Somos todos malucos. Quem não quer ver malucos, deve quebrar os espelhos.

   _ Voltaire

Detalhes

Olhar: Caddah

Composição: Mariana Briquet

Specs: Safilo

Agradecimento: Suporte Comunicação

 

Eu vejo flores

Chegou a primavera! E sabe o que virá de monte? Flores e cores.

Cores, perfumes, leveza e a promessa de um verão delicioso. As passarelas já anunciaram as tendências primavera/verão 2016. Estampas, texturas, artsy, retrô… numa boa… um pot-pourri, porque moda é isto aí, uma mistura e reciclagem constantes.

Óculos enquanto acessório vem acompanhando estas estações, conforme as coleções. Mas por ser um item tão especial, tão desejado e tão marcante, os próprios designers (salvo, claro, as marcas que existem enquanto labels de roupa), se permitem mais flexibilidade criativa e narrativa.

Fracamente acredito em mudanças, e variedade, mas moda enquanto tendência.. não sei não… óculos não sai de moda nunca. Diquinha… não jogue seus modelos ‘antigos’ fora e corra já para a gaveta da vovó e pegue tudo que ela usava quando moçoila!

Inegavelmente a primavera chegou e #flores estão em alta. Separamos os óculos de sol mais divertidos que traduzem este clima delicioso, feminino e casual.


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais