Kuboraum Archives | By The Eyewear
Óculos para o Burning Man

Prepare-se para babar na timleline dos seus amigos ‘cool’ a partir do dia 27 de agosto. O Motivo? Caravanas hypadas chegam ao Burning Man.

Se você, como eu, for ficar de fora desta sociedade utópica, diferente e absolutamente paralela, pena, mas, se estiver fazendo as malas, sabia que os specs são o acessório mais importante do seu look. 1) as tempestades de área são fenomenais, 2) porque já que estamos em um ambiente livre de julgamentos, com gente bacanérrima, roupas mezzo Mad Max mezzo Índio, você vai querer entrar de cabeça (e rosto). Tá aqui seu guia de óculos de sol para os dias de curtição no deserto de Black Rock.

Eu estava examinando as últimas edições e tentando descobrir um padrão em eyewear. Eu falhei nisto. No entanto, percebi duas grandes tendências: Steampunk e fantasia/vista-se como você quiser.

Steampunk

Os personagens Steampunk têm muito a ver a vibe geral do festival. Caso não saiba, Steampunk é um sub gênero de Ficção Científica que mistura tecnologia e design do período das máquinas a vapor do início do século XIX. Grande parte da literatura descreve o Steampunk como uma Era pós-apocalíptica. Esta descrição se encaixa perfeitamente com o cenário instaurado na Playa. A maioria das armações ditas Steampunk são redondas, têm proteção lateral e algumas, realmente superam a criatividade e têm lentes de caleidoscópio. Se você curte moto ou escalada seus specs com proteção lateral em couro serão mais que suficientes.

 

 

Faça o que você quiser

O conforto não está claramente em nenhuma das agendas dos viajantes. Você está lá para acampar, tomar pouquíssimos banhos, talvez passar fome e ter uma experiência fantástica. Dito isto, este é o local perfeito para você tirar usar e ousar em todas as suas fantasias. Aproveite para usar aqueles modelos de óculs de sol super diferentes que seus amigos provavelmente não aprovariam se te vissem na rua (tolinhos). Saia da casinha, mesmo.

Máscaras

Se futurismo estiver em pauta e seus looks forem carregados de couro, metais e talvez preto, sugiro olhar para os óculos-máscara.

Love is love

Amor estará no ar. Românticos: vistam estes specs.

Goggles

Você pode sempre usar goggles de neve, ou então comprar um par e estilizar com penas, paetês, correntes e afins. A criatividade é o limite. Embora não sejam a opção mais bacana, com certeza são os modelos mais confortáveis e seguros (lembre-se das tempestades de areia).

Metais e espelho

Lembra daqueles modelos tubulares e vazados dos anos 80 com pegada bem industrial? Então, estão super na vibe do festival.

 

Divirta-se e USE ÓCULOS DE SOL!

Save

Save

As melhores óticas de NY Parte 2

Voltei de mais uma temporada em NYC, desta vez literalmente vasculhando o que a cidade tem de melhor no quesito eyewear, e como de costume preciso atualizar nosso guide, com as lojas que você não pode deixar de conhecer.

Punto Ottico Humaneyes

Uma vitrine tímida no Upper East esconde segredos dignos de uma galeria de arte. A loja é intimista, a exposição dos produtos é cuidadosamente pensada e super bem ilumiados como em uma galeria. Tudo separado por COR! Também, pudera, as peças que lá estão não são nada menos que peças esculturais. O foco está nas marcas independentes, e em novas apostas. Por lá encontramos, por exemplo: Vava, Jacques Durand, Masahiro Maruyama, Theo, Veronika Wildgruber , dentre alguns outros selecionados a dedo. O atendimento é impecável. Sem pressa, sem baboseiras de formato de rosto e sem usar a palavra “tendência”!

Three Monkeys Eyewear

Super descolada esta loja no Soho foi um achado surpreendente. As peças são bem trendy, e a seleção é enorme. O mais bacana é que tudo fica organizado por shape!!! As marcas que forram as paredes são, por exemplo: 40 million, Komono, Super, Toms e a própria 3 Monkeys. Os valores também são bárbaros, sem contar que fica em uma rua deliciosa.

ArtSee

São dois endereços, um em NYC e um em Miami. A loja já virou sinônimo de bom gosto e exclusividade dentre os #SpecsAddicts. O select vai de LA Eyeworks a Oliver Goldsmith vintage passando por Kirk & Kirk e Blake Kuwahara. São poucas peças, todas super atuais e muitas delas especiais ou numeradas. O atendimento é sublime. Incido esta loja para quem quer uma peça específica e não consegue encontrar ou para quem está em dúvida e quer ver além. Julio vai te ajudar!

Anne Et Valentin 

Adoro entrar nas lojas da Anne et Valentin. Pouquíssimos produtos expostos e atendimento excepcional. Só após um bate papo é que o vendedor começa a mostrar as peças que se encaixam no seu desejo, ou na sua personalidade. Mas não pense que virão aviadores ou pantos. O mix de mercadorias é bem diversificado, com muitos shapes inusitados, metais, acetatos e coes vibrantes. Além de várias peças Anne et Valentin, as lojas também vendem Jean Philippe Joly, Kuboraum, Jacques Marie Mage e Theo.

Kuboraum eyewear

Você é livre para escolher

Arrisco dizer que Kuboraum não é uma marca; é uma afirmação, ou melhor, um manifesto. O que eles produzem não são óculos, são máscaras cuidadosamente pensadas para delinear a personalidade e o caráter do usuário. Máscaras tão fortes que são capazes de mudar a percepção de si. Cada peça dá ao usuário a oportunidade de se olhar no espelho e ter um sentimento de evolução e de autenticidade. Os desenhos visam nos lembrar do poder dos extintos Maias e os antigos Samurais, mas ao mesmo tempo sugerem um cenário futurista, elementos que podem ser resquício de uma viagem pelo tempo e pelo espaço.

As Máscaras Kuboraum são sinônimo de acentuação, proteção e abrigo. Kuboraum são como pequenas salas cúbicas, espaços particulares onde buscamos abrigo do mundo, e de nós mesmos, mas também onde somos livres para viver nossa intimidade, e nos permite filtrar o mundo através de suas lentes.

Os óculos pertencem a uma categoria própria, misturando escultura e arte, onde todas as peças fazem jus ao slogan: Máscaras imaginadas em Berlim e feitas à mão na Itália. A geometria, o passado duro e seco da cidade são traduzidos nas linhas dos óculos. Isto resume sua essência: extrema qualidade e know-how da produção italiana, alinhada à experimentação inspirada pela efervescência cultural de Berlim.

O conceito por trás das máscaras sem logo é permitir espaço para que o usuário possa explorar sua própria personalidade. Seguindo no tema da descoberta, a marca optou por usar pessoas reais em toda a sua comunicação como meio de documentar o atual cenário global, que é sinônimo de Berlin, e deixar claro que há uma máscara para cada tamanho de personalidade.

Fiquei super curiosa em ver as peças de perto. No Brasil ainda não há representantes. Encontrei algumas peças na Itália e me decepcionei bastante. O conceito e a história são deslumbrantes (verdadeira propaganda), mas nas mãos as peças são grosseiras e pesadas.

Cada óculos recebe um acabamento diferente, e poucas têm acabamento com brilho ou superfícies lisas. A maior parte das máscaras tem aspecto de protótipo ainda em fase de produção. A superfície é áspera, opaca e imperfeita. Quase todos os óculos são pretos, salvo alguns, poucos, em tartaruga marrom escuro. No meu rosto os modelos ficaram desproporcionais, pesados e, por mais que eu adore me diferenciar, estes desenhos não enalteceram nada de bom.

A Kuboraum lançou faz pouco tempo uma linha com fios de ouro 18K. O resultado é interessante. O ouro e o acetato sobrepostos lembram jóias tribais, com pequenos elementos de delicadeza. São peças bonitas, bem diferentes, mas caras demais para a proposta, na minha opinião.


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais