metal Archives | By The Eyewear
Óculos novo para seu pai

Dia dos pais batendo à porta e a pergunta clássica: “o que dar a ele”, te assombrando à noite.

Seu irmão com certeza não vai dar nada, sua irmã provavelmente vai aparecer com uma camisa e você meu bem, vai dar um presente de verdade, daqueles que marcam época e param o trânsito!

Óculos de sol é uma coisa que nunca temos o suficiente e te garanto que seu pai ainda não tem nem uma gaveta cheia, verdade? Se ele usa óculos 24/7 vamos dar um up no look dele? Uma coisa te garanto, existe sim um par perfeito para ele e você nem precisa procurar muito, basta ler adiante.

Cientes da sua aflição separamos as marcas independentes mais interessantes que estão presentes no Brasil (eba!), ou seja, leia, escolha e vá às compras.

Pais tecnológicos e modernos

Se seu pai curte tecnologia, design e tem faro para coisas boas, Mykita e Face à Face são duas ótimas apostas. Ambas as marcas trabalham design com leveza. São peças duráveis e atemporais. Fáceis de combinar e de usar.

Muitos dos óculos da alemã Mykita são feitos de aço inoxidável com menos de 0,5 milímetros de espessura (super leves) e com a charneira patenteada da marca que não leva nenhum parafuso. High tech at its best! A linha Mylon impressa em 3D é mais encorpada do ponto de vista do design, mas segue com a mesma leveza e o design simples/funcional típico dos alemãs.

 

A francesa Face à Face trabalha com alumínio na linha Alium, que junta moda e funcionalidade. As peças são leves e confortáveis. Embora sejam extremamente funcionais a moda e o design estão presente nos mínimos detalhes, sejam na cor, nas ponteiras ou no shape das frentes que varia do clássico redondo aos que brincam com posição e largura da ponte. As peças com polimento fosco são um arraso. E as cores nos lembram que os óculos são nosso cartão de visita e nada como mostrar ao mundo que somos fun, e que não temos medo de nos reinventar. Pais que curtem cores devem olhar bem de perto a coleção da Face à Face para encontrar combinações inusitadas com um fit perfeito.

Se o braço do paps encurtou recentemente… sem pânico!

Primeiro conte para ele que ele é bem mais bacana hoje do que há 15 anos, depois que homes de óculos são um charme sem igual e que a foto deste ano com specs vai dar mais rebuliço que todas as dos anos anteriores.

A dica da vez é a marca francesa Izipizi, tradução literal: fácil pra caramba.

A marca prega simplicidade e praticidade. Os shapes são básicos, as cores sólidas e divertidas e o preço, SENSACIONAL! Sem contar que se você já souber o grau do papai pode comprar a armação com a lente pronta, ou então leve a receita e faça lentes novas adequadas. Tudo aqui é descolado, tão descolado que você vai querer um de sol para você, um para a tela do computador, um para sua mãe e um para o bebê! Família unida tem gostos bem parecidos. E todos juntos de Izipizi na foto é puro sinal de amor 🙂

Pai elegantérrimo

Talvez ele não saiba, mas existe grande chance de seu pai, que você chama de clássico, ser um ‘dandy’. Um cara super bem vestido, meticuloso, detalhista, amante de camisas e ternos sob medida, aquele cabelo impecável e sapatos sempre bem lustrados. Se for um dandy mesmo quiçá, até curte uma ousadia com meias coloridas! Estes pais são um sucesso. E tem como ficar ainda mais sucesso com estas duas dicas: RVS e Res Rei.

RVS cria modern-vintage eyewear, todos feitos no Japão. Os modelos ‘re-birth’ trazem detalhes fabulosos em metal e ainda por cima cada óculos sai da fabrica com a data exata do ‘aniversário’ da peça gravada na haste. Presentão! Os modelos com lentes clip-on são práticos e dão um toque de modernidade à sobriedade da armação. Sem contar que é uma ótima dica para quem usa óculos de grau e tem preguiça de fazer lentes especiais para o sol. Dois em um, e o clip cabe no bolso do terno. Resolvido.

 

Res Rei é italianíssima em todos os aspectos. Acetatos sóbrios e desenho que mistura passado com tecnologia do presente. Os caramelos são um must have em qualquer guarda-roupa masculino. Clássico, leve e chiquérrimo. As coleções são inspirados em imperadores romanos e deuses gregos. Res Rei, do latim significa ‘A coisa’, e nada melhor do que ‘A peça’ para vestir ‘O CARA’, né?

Save

Save

Óculos metálicos

O minimalismo voltou?

Pensei bastante antes de escrever este texto. Eu sou favorável ao “mais é mais” e, no entanto, não posso negar que os óculos de metal estão fazendo um retorno ENORME e estão ganhando um espaço bem merecido entre nós amantes dos óculos.

O cenário atual no mundo dos specs é de metal minimal e sem gênero. A nostalgia reina neste meio onde o metal é o novo passe-partout do estilo contemporâneo. O metal é limpo, sofisticado, serve de dia e à noite e é para muitos designers, ‘genderless’. Quão contemporâneo é este debate, hein? O que está em jogo é a forma, seja ela linear, redonda, geométrica ou angular. As cores principais desta temporada são preto, ouro e prata, se for em metal precioso, melhor ainda.

O metal tem uma qualidade interessante porque esconde muito pouco do seu rosto e permite que você faça seu próprio estilo ao redor da armação. O metal é neutro, o metal é duradouro. Dito isto, um grande número de marcas incluíram um ou mais shapes de metal em seu mix nesta temporada. Embora o foco aqui sejam os óculos de receituário, os óculos de sol também participaram deste jogo. E, curiosamente, a maioria das formas se encaixa divinamente bem nos rostos de homens e mulheres.

Arquitetura e arte desempenham um papel importante

A marca francesa Face à Face desenhou um par inspirado nos traços do artista Sol Lewitt, considerado o fundador da arte minimalista e conceitual. Um excelente ponto de partida para nós. Outro par foi desenhado e nomeado em homenagem ao movimento De Stijl que ocorreu na Holanda, conhecido pela “universalidade através da redução dos elementos essenciais de forma e cor, simplificando as composições visuais ao mínimo: verticais e horizontais; reduzindo as cores às essenciais: pretas, brancas e primárias”. A marca espanhola Alfred Kerbs inspirou-se no móbile do artista Alexander Calder, um tipo de escultura em movimento feita com formas delicadamente equilibradas em fios metálicos. O modelo AIRPLANE, tem a leveza de um móbile, a liberdade de um avião, e a maestria de um equilibrista. Lool eyewear, uma marca jovem e promissora baseada em Barcelona, inspira-se na própria cidade para criar desenhos em chapas de aço. Seu design da série Tectônica é um grande exemplo de arquitetura em óculos. “Eles são trabalhados à mão, um por um em um processo técnico preciso, combinando o industrial, o manual, o homem e a máquina. As linhas de design refletem a nossa influência principal, o retrofuturismo infundindo desta forma sua personalidade única para todos e cada um de nossos peças.”

Vintage revisitado e reinterpretado

O metal tem sido usado há mais tempo do que o acetato, portanto, a história imortalizou uma série de figuras importantes usando pequenas e redondas armações metálicas. As marcas contemporâneas sabem disso, e reivindicaram esse traço. Os óculos da LGR eyewear são bem conhecidos por trabalhar desenhos vintage em suas formas modernas e contemporâneas, todas nomeadas em homenagem um país africano, de onde a maior parte da inspiração vem. Os óculos Transvaal são um excelente exemplo de um modelo bem ‘old-school’ trazido para 2017 de uma forma extremamente inteligente e fashion. Bravo! O modelo Driver Seat da nova iorquina Smoke x Mirrors é inspirado na cena do rock da Inglaterra do final da década de 1970. Simples e bacana. Club House do residente de Venice Beach, Garrett Leight, é uma coleção refinada que revisita os clássicos masculinos dos anos 80, mas desta vez, sem gênero.

 

Preciosos

Algumas marcas elevaram o nível trazendo metais preciosos para a discussão, deixando claro que os óculos têm sim qualidade de joia. Linda Farrow criou um aviador sofisticado que de longe parece quase um meio aro. A mistura elegante de titânio japonês com ouro branco equilibra e repagina um clássico do eyewear: o aviador. O Clairaut da Leisure Society é nomeado em homenagem ao astrônomo Alexis Clairaut. Este óculos possui um design de dois tons “óculos dentro do óculos” que é projetado habilmente usando 10 parafusos escondidos. O aspecto distinto do óculos é obtido através da escultura de blocos sólidos de titânio. Titânio 100% puro em prata 12k, ouro 18k, ouro rosa 18k combinados com ponteiras de titânio correspondentes. Individualmente numerados e manualmente produzidos no Japão, este é um exemplo puro de óculos-joia. A edição limitada Concorde, da francêsa Ahlem, é feita de Paládio mergulhado em 3 mícrons de ouro, seja branco, rosa ou amarelo.

 

Criativos em pequena escala: Ybirá

Criativos em pequena escala: o futuro do design no Brasil

O Brasil tem sido palco para a produção vinda de pequenos e jovens produtores que estão rompendo com o status quo do mercado e trilhando seu próprio caminho, no qual qualidade e localidade predominam sobre quantidade e internacionalização.

O mercado de óculos em especial tem percebido tal movimento com o aumento exponencial de marcas independentes que buscam atender consumidores com estilos próprios que não precisam mais se associar a marcas e nomes comerciais. São pessoas que se enxergam em marcas pouco exploradas, e que visam consumir produtos inusitados, com história, DNA próprio e é claro, qualidade.

Tendo em vista o poder do pequeno produtor em um mundo assolado por commodities e falsas propagandas, buscamos criar um diálogo entre duas marcas jovens que estão no apogeu deste novo mercado. A 80e8 é um estúdio de design criado por dois audaciosos designers que produzem móveis funcionais e confortáveis através da manipulação de materiais reciclados, inesperados, e ao alcance deles. Das raízes do tupi-guarani, surgiu a Ybirá, tradução para madeira no dialeto indígena. Ybirá é uma marca jovem no mercado de óculos, criada em Minas Gerais por um trio que acredita que há muito brasilianismo a ser impresso nas armações e nos rostos da pessoas. Com isto em mente passaram a produzir óculos usando madeiras brasileiras de certificação.

Assim como o índio respeita a natureza e com ela desenvolve uma relação e um sustento, a Ybirá existe sobre este mesmo alicerce: levar a natureza brasileira ao mercado ótico sem causar danos por onde passa. Além do quê todos os modelos são batizados com nomes vindos do idioma Tupi Guarani. Nenhum produto sintético é usando no processo de produção das peças. Cheia de estilo, a marca mineira não para de conquistar consumidores modernos e ousados.

Devido ao fato do trabalho desses designers ser manual, as possibilidades de experimentação em termos de materiais e processos criativos são infinitas. Através dos olhos destes jovens estamos testemunhando um retorno ao artesanato e um interesse crescente na versatilidade de materiais e técnicas de manipulação.

Graças à ousadia desta geração que quer menos do mesmo, podemos olhar com frescor ao mercado de bens de consumo e imaginar um futuro mais original e livre.

Detalhes

Olhar: Tatiana Viana

Direção de arte: Iza Dezon

Contraste: Tin Tin

Texto: Iza Dezon

Agradecimento híper especial

Antônia Almeida e Fabio Esteves do 80e8

Cassia Crepaldi da Ybirá

Wire Zero by RetroSuperFuture

Novidade da RetroSuperFuture para 2016.

Ultra flat sunglasses. Em uma linha, é isso aí, óculos de sol zero base da RetroSuperFuture. Simples.

A marca olhou para seus maiores assets e resolveu embalar tudo com este ar “Super future”.

A coleção (pequena) trás 3 modelos de óculos de sol com três variações de lente espelhada, com cores mais fechadas e menos brilhos do que a coleção Tuttolente. Os óculos, cujo único modelo é um redondo relativamente grande, com apoio nasal, é unissex, e traz a logo apenas na lente. Os modelos trazem, claro, tecnologia, design e conforto. Mas em termos de novidade, deixa muito a desejar. É mais do mesmo… modelo Lennon revisitado.


Já assistiu?
Tem mais