NYC Archives | By The Eyewear
As melhores óticas de NY Parte 2

Voltei de mais uma temporada em NYC, desta vez literalmente vasculhando o que a cidade tem de melhor no quesito eyewear, e como de costume preciso atualizar nosso guide, com as lojas que você não pode deixar de conhecer.

Punto Ottico Humaneyes

Uma vitrine tímida no Upper East esconde segredos dignos de uma galeria de arte. A loja é intimista, a exposição dos produtos é cuidadosamente pensada e super bem ilumiados como em uma galeria. Tudo separado por COR! Também, pudera, as peças que lá estão não são nada menos que peças esculturais. O foco está nas marcas independentes, e em novas apostas. Por lá encontramos, por exemplo: Vava, Jacques Durand, Masahiro Maruyama, Theo, Veronika Wildgruber , dentre alguns outros selecionados a dedo. O atendimento é impecável. Sem pressa, sem baboseiras de formato de rosto e sem usar a palavra “tendência”!

Three Monkeys Eyewear

Super descolada esta loja no Soho foi um achado surpreendente. As peças são bem trendy, e a seleção é enorme. O mais bacana é que tudo fica organizado por shape!!! As marcas que forram as paredes são, por exemplo: 40 million, Komono, Super, Toms e a própria 3 Monkeys. Os valores também são bárbaros, sem contar que fica em uma rua deliciosa.

ArtSee

São dois endereços, um em NYC e um em Miami. A loja já virou sinônimo de bom gosto e exclusividade dentre os #SpecsAddicts. O select vai de LA Eyeworks a Oliver Goldsmith vintage passando por Kirk & Kirk e Blake Kuwahara. São poucas peças, todas super atuais e muitas delas especiais ou numeradas. O atendimento é sublime. Incido esta loja para quem quer uma peça específica e não consegue encontrar ou para quem está em dúvida e quer ver além. Julio vai te ajudar!

Anne Et Valentin 

Adoro entrar nas lojas da Anne et Valentin. Pouquíssimos produtos expostos e atendimento excepcional. Só após um bate papo é que o vendedor começa a mostrar as peças que se encaixam no seu desejo, ou na sua personalidade. Mas não pense que virão aviadores ou pantos. O mix de mercadorias é bem diversificado, com muitos shapes inusitados, metais, acetatos e coes vibrantes. Além de várias peças Anne et Valentin, as lojas também vendem Jean Philippe Joly, Kuboraum, Jacques Marie Mage e Theo.

Você pode sentar conosco

O enfant terrible da moda, um jovem avesso às rígidas regras, um que ainda não tem sua própria página no Wikkipedia, Shayne Oliver, fez mais uma entrada triunfal de tirar o fôlego em seu desfile no #NYFW.

O designer por trás da marca Hood By Air mergulhou na sua infância no Caribe, na nostalgia dos anos 90 e no trending topic all over social media: the Kardashians, para montar sua coleção SS16.

O desfile, que aconteceu em uma sala dentro da Penn Station, tinha como ambientação um refeitório de qualquer colégio, com bancos, luz fria, e muitos olhos prontos para julgar e lançar fofocas. Um ambiente bem adolescente, propício para fofocas e trocas de farpas. Foi nesta locação, que Oliver quebrou as rígidas regras da indústria, (leia-se casting, makeup, nudes e sexo).

Ocuparam a passarela modelos sem gênero definido, muita nudez e maquiagens interrompidas ainda na etapa ‘pele’.

À primeira vista poderíamos achar que os modelos estavam com uma pintura tribal ou máscaras ‘nudes’ circenses, mas na verdade, o buraco é muito mais embaixo. Os modelos estavam expondo as famosas técnicas de contorno que as Kardashians vêm explorando a exaustão desde muito tempo.

O conceito que norteou a direção criativa é a busca pela perfeição artificial, muito difundida pelas irmãs Kardashian em suas redes sociais e agora no Youtube. As etapas que antecedem o brilho e a pele perfeita, contam com a aplicação maciça de bases de diferentes tons em pinceladas grosseiras e nada atraentes.

A responsável por criar o beauty para o desfile, Inge Grognard da MAC Cosmetics, resumiu o que Shayne queria que as pessoas sentissem ao ver aquelas modelos seminuas e com peles literalmente expostas:

“Por que será que os jovens – que já são praticamente perfeitos- acham que precisam de todas estas coisas para ficar ainda mais bonitos? [Os looks apresentados] questionam esta busca incessante pela beleza e se encaixam perfeitamente na coleção SS16”

Enquanto os corpos estavam expostos com macacões e uniformes completamente recortados, esquecendo do pudor da rigidez das normas que regem qualquer ambiente educacional, no rosto os modelos trouxeram máscaras e viseiras. As peças todas pesadas, com lentes super escuras foram produzidas pela Gentle Monster, e serviram como contra ponto a toda esta exposição.

Se os corpos caminhavam sem pudor, as identidade permaneceram bem guardadas atrás de grossas armações conceituais. Outras marcas também trouxeram os óculos para dentro da coleção como Opening Ceremony e House of Herrera. Viram? Óculos é a nova bolsa! Saiu no NYFW!

Show!!!!

Eyeconoclast: Iris Apfel

A adolescente mais velha do mundo. Conheça nossa Eyeconoclast: Iris Apfel

Eis Iris Barrel Apfel, uma senhora única, do Queens. Do alto dos seus noventa e muitos anos ela virou ícone de moda. ‘Virar’ é não fazer jus ao personagem que ela é e à história que ela criou para si mesma.

O mundo está homogeneizado hoje em dia. Odeio isto.

Iris Apfel faz parte do seleto grupo de mulheres que se divertem, seguem se amando e se arrumando como se o mundo fosse sua passarela, e esquecem que passaram a fase dos anos dourados, ou serão os momentos presentes os tão almejados anos dourados?

Tudo que Iris faz é com vontade e com assertividade. Quando fumava, fumava pra valer; ao se vestir, se enche de estampas, pulseiras, colares e afins; e no quesito óculos, quando soube que teria que usá-los sua reação foi: ‘Ah é, então vou buscar O óculos’. Dito e feito. O modelo “Mr Magoo” é hoje o ícone mor de Iris.

A história de Iris é interessantíssima, assim como sua personalidade. Fundou com seu marido a empresa têxtil Old World Weavers, e re-decorou a casa branca para nove presidentes: Truman, Eisenhower, Nixon, Kennedy, Johnson, Carter, Reagan, e Clinton. Foi jornalista na revista Women’s Wear Daily. Mas são seus mantras que a tornaram uma “Advanced Style Icon”.

“Go big or go home” Se for para fazer, faça direito. Se for sair na rua, chame atenção. Dinheiro nenhum compra estilo. Antes de querer ser cool ou estilosa é preciso se conhecer e a partir daí desenhar seu próprio estilo.  Estes statements são tão poderosos que fizeram dela garota propaganda da MAC, com cabelos brancos, seus óculos, e um figurino que mais parece uma roupa que ela mesma usaria para jantar com o Mr. Apfel.

Esta mesma autenticidade levou-a a desenhar uma coleção de óculos (sensacionais, 100% Iris) junto com a Eye Bob’s. Ela foi tema da exposição “Rare Bird of Fashion” no Museu Metropolitan de NYC. E neste ano ela virou tema de um documentário: Iris, claro.

Mas esta autenticidade toda não esteve sempre à flor da pele. Foi necessário um pequeno empurrãozinho e uma boa dose de coragem. Em entrevista à Vanity Fair, em Abril, Iris declarou que em entrevista para seu primeiro emprego na loja de departamento Loehmann, a fundadora disse a ela: “Você não é bonita e nunca será, mas isto não importa. Você tem uma coisa muito melhor que isto, você tem estilo”. Foi então que Iris começou esta jornada rumo à construção da melhor personagem da sua vida: ela mesma.

Afropunk Music Festival

Já ouviu falar no Afropunk?

Sem causar muitos estardalhaço, o festival Afropunk Music Festival vem ganhado voz e corpo no Commodore Barry Park, no Brooklyn, como um festival da música alternativa de calibre internacional.

Construído sobre os pilares de igualdade e inclusão, com ênfase na diversidade, o conceito do festival em si estimula as pessoas a desfilarem suas identidades, tatoos, cabelos ultra trabalhados e óculos mega descolados.

A cada ano as atrações musicais ficam mais interessantes e as performances mais ousadas. Uma turma de peso tomou conta do groove do parque, dentre os quais: Lenny KravitzGrace JonesKelisLauryn HillGary Clark, Jr. Mas o que realmente chamou a atenção dos fotógrafos e da mídia em geral foram os looks bem criativos e cheios de atitude que por lá passaram.

BTE_Afropunk Music Festival

BTE_Afropunk Music Festival

BTE_Afropunk Music Festival

BTE_Afropunk Music Festival_Homem de óculos escuro e bandana

Photos: Kathleen Caulderwood, Village Voice

Em busca do óculos perfeito em NYC

Amantes de armações bem-vindos a  Nova York!

Nesta cidade elegante (sou suspeita para falar porque sou enlouquecida pelas luzes, promessas e barulhos de Manhattan), e em constante movimento, você encontrará uma seleção de lojas com modelos espetaculares  que vão destacar tudo que você tiver de melhor. Vá com calma, desfile, aproveite, desfrute das armações. A primeira impressão é a que fica, e o que vai sobre seu nariz é seu cartão de visita…por tanto, invista nas armações!

Surreal

Oleg Rabinovich, dono da loja, (sorte sua se conseguir ser atendido por ele), se considera um consultor muito mais que um vendedor. E a Surreal é um espaço curatorial, vitrine para modelos únicos, designers independentes e modelos vintage. Dentre o portfolio estão Kuboraum, Dzimtry Samal, FACE a FACE, Theo e Anne et Valentine. A Surreal lançou recentemente uma linha própria, interessante (não tão fabulosa quanto as demais peças em exposição).

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Yelp

 

 

Selima Optique

Selima Salaun é uma mulher elegante e sensível. Aquelas que ficam sentadas em um canto e te observam, por longos momentos antes de abrir a boca. Ela acredita que os óculos devem ser um reflexo da personalidade, e por isto ela leva muito a sério o momento da escolha. Ela e seu time sentam, conversam, e buscam entender o perfil dos clientes antes de sugerir peças com base nas regras de formatos de rosto, tom de pele, etc etc. Os modelos da linha Selima Optiqe são a prata da casa.

 

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Cortesia da Selima Optique

 

Fabulously Fanny’s

Fanny’s é um parque de diversões. A loja traz uma seleção incrível de peças vintage que datam (algumas) do século 18 e passeiam pela história até chegarmos às peças avant garde. Os óculos não estão expostos como tradicionalmente esperamos, ao contrário dos armários de vidro e prateleiras intocáveis, os óculos moram em armários e gavetas devidamente identificados. Os clientes devem se sentir em casa. São estimulados a sentar e buscar os óculos com calma, fuçando os arquivos, experimentando, enquanto conversam com os funcionários da loja. Vá à Fabulously Fanny’s, mas vá com bastante tempo, vai valer a pena.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Cortesia da Fabulously Fanny’s

Moscot

Moscot é um ícone de Manhattan. A marca e loja são parte da história da ilha, cujas raízes datam de 1899. Hoje são três lojas em Manhattan e uma linha ótica que conta com best-sellers como The Moscot Originals, Moscot Spirit, e Moscot sun Collections vendidos em lojas ao redor do mundo. O modelo dobrável Moscot Lemtosh virou clássico dentre os hipsters.

 

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Divulgação

 

Facial Index

Ode ao desenho avant-garde. Neste espaço clean, zen, e contemporâneo, que muito se assemelha a um loft está uma joia japonesa em plena Manhattan. A loja traz marcas japonesas todas com design simples (à primeira vista), mas com a tecnologia e caimento dignos do país do sol nascente. Destaque para os acetatos coloridos da marca Spivvy, e os modelos tartaruga esculpidos à mão da Taihachiroh-Kinsei. Os modelos são produzidos em poucas quantidades então a chance de encontrar outro passeando por aí é quase nula.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Divulgação

 

Morgenthal Frederics

A Morgenthal é uma loja bem nova iorquina. Sempre que entro aqui me sinto de fato em Manhattan. Os atendentes têm fichas com os dados dos clientes e detalhes de suas compras recentes (sofisticado, coisa que não vemos mais por aí). A seleção é muito bem feita, e muitos designers fazem peças exclusivamente para a Morgenthals. O que mais gosto nesta loja é a linha de óculos de chifre de búfalo esculpidos e tingidos à mão. Elegantérrimos.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Studio Viz

 

Cutler and Gross

O segredo mais bem guardado de Manhattan. Imagine entrar no closet de um #Specsaddict. Sonho, né? A loja do Soho da Cutler é isso. Um closet gigante, com prateleiras que vão até o teto, forradas com óculos, todos separados por cor. A vitrine que dá para a rua não faz jus à grandeza e à delicia que são entrar nesta loja. Aqui estão todos os modelos da Cutler em circulação. Os vendedores são maravilhosos, pacientes, e muito bem treinados na arte de escolher um óculos que seja perfeito para o cliente, e não para bater meta. A pérola da loja fica atrás do caixa. Um museu com os designs dos anos 60 até meados dos anos 90, que não são mais fabricados. Pasme, todos a venda.

Em busca do óculos perfeito...

Foto: Oleg March

 


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais