saúde Archives | By The Eyewear
Por que usar óculos de sol?

Qual a importância de usar óculos escuro, e principalmente, em educar as crianças pequenas a usá-los? A Dra Helena Ricci explica.

Primeiro é preciso diferenciar o uso de óculos escuro, de óculos com proteção ultravioleta (UV). Muitas pessoas compram óculos escuros sem conferir se eles realmente possuem proteção UV. Muitas vezes o compram de vendedores ambulantes ou de fornecedores pouco confiáveis com preços muito baixos que podem estar enganando o consumidor. Além disto, o fato da lente ser mais ou menos escura não tem relação nenhuma com sua proteção aos raios UV. Alguns óculos de grau transparentes, polarizados, coloridos, e até lentes de contato podem ter proteção UV (que devem ser complementadas pelo uso de óculos de sol).

Os raios Ultravioletas, principalmente o UVA e o UVB fazem parte da luz do sol à qual estamos expostos por toda nossa vida. Eles podem causar dano cumulativo ao longo dos anos nos tecidos do nosso corpo. Sendo assim, é imprescindível o uso de filtro solar e também óculos com 99-100% de proteção UVA e UVB. Em crianças é recomendável que o óculos de sol seja confeccionado com lentes mais resistentes a traumas e quedas (ex. policarbonato).

As seguintes condições podem ser associadas à exposição aos raios UVB e UVA:

– Lesões na pele da pálpebra.

– Catarata: opacidade do cristalino (lente transparente dentro do olho ) que pode precisar de correção cirúrgica.

– Pinguecula e pterígio: pequenas proliferações da conjuntiva (tecido que reveste o olho) que pode precisar de correção cirúrgica.

– Degeneração macular: alteração da retina na principal área de visão (tecido interno do olho que percebe a luz/ imagens e as envia ao nosso cérebro) com perda visual gradual, progressiva e irreversível.

Sendo assim, é recomendado a todos o uso de óculos com proteção UVA e UVB o ano todo! Quando exposto à luz solar intensa na praia, esquiando ou durante o dia a dia. Na dúvida, consulte seu oftalmologista!

 

#Olhar do Bem

Outubro e rosa já são quase sinônimos. Felizmente a quantidade de movimentos em prol da conscientização das mulheres quanto à importância do diagnostico precoce do câncer de mama está aumentando.

Esse ano, para movimentar ainda mês o mês, foi lançada a campanha Olhar do Bem, idealizada pela OSCIP Américas Amigas que conta com o apoio de celebridades e tem como objetivo difundir nas redes sociais a importância da mamografia para a detecção precoce do câncer de mama.

Os óculos cor de rosa são os protagonistas da campanha, afinal, ver, reconhecer, e enxergar que há algo errado é o primeiro passo, e as chances de cura da doença são de cerca de 95% nesta fase.

“Usar os óculos é olhar para a solução do problema. É um olhar do bem”.

Ao entrar no site Olhar do Bem, as pessoas podem fazer o download de seis modelos de óculos rosa, adicionar o acessório (virtualmente) às suas fotos e compartilhar nas redes sociais com as hashtags #olhardobem #euvivoeuprevino #euamorosa #americasamigas, espalhando assim a mensagem para milhares de pessoas, e ainda aparecer no Instagram e no site da campanha, ao lado de famosos como @veveta, @daniredetv e @astridfontanelle.

Além disso, é possível contribuir para essa causa fazendo doações à Américas Amigas, através do próprio site da campanha. Com essa ajuda, a ONG pode continuar realizando várias iniciativas ao longo do ano, como a doação de mamógrafos, treinamentos e capacitação de profissionais da área de mamografia e campanhas de conscientização.

O #olhardobem chegou para mudar o olhar das pessoas para a importância da conscientização e do diagnóstico precoce.

Junte-se à causa e vista você também estes óculos… afinal, o mote já sabemos, né!

Crianças de óculos? Show!

Cada fase uma armação!

Quem concorda que criança com óculos é a coisa mais fofa? E dependendo do modelo, elas ainda podem ficar lindas e super estilosas.

 Na hora de escolher qual é o óculos ideal para o pequeno, temos que ficar atentos a alguns detalhes, afinal, é preciso conhecer o tipo de armação e garantir que ela fique bem confortável.

A primeira dica é fazer com que eles criem amor pelo novo acessório. Deixe que seu filho escolha o tipo de armação e a cor. Como já falamos por aqui, isso é importante para eles terem autonomia de decidir com qual modelo vão se sentir melhor.

O segundo passo e o grande desafio é descobrir se a armação escolhida é ideal para o rosto dele. É fundamental que os óculos fiquem perfeitos! Não pode ficar apertado, largo ou caindo. Qualquer incômodo vai fazer com que a criança queira tira-los, o que pode dificultar bastante o período de adaptação.

Nesse caso, preste atenção se o modelo escolhido não aperta atrás da orelha, para que não cause dor de cabeça – se isso acontecer, peça para o profissional alargar um pouco – ou apertem o nariz a ponto de ficar machucado ou com aquela marquinha causada pela pressão. Também não deixe que os modelos sejam muito grandes a ponto de passar a sobrancelha, pois isso vai dificultar na hora de enxergar. O ideal é que tenha um tamanho médio e que ele consiga ver todas as direções sem nada que atrapalhe.

Para escolher qual é o material ideal, siga algumas orientações. A maioria das armações para crianças já são elaboradas com funções de durabilidade e leveza, fatores fundamentais. O titânio, por exemplo, é um material bem resistente e pode ser uma boa opção para os pequenos. Para as lentes, as recomendadas são de policarbonato, por serem mais resistentes aos impactos do que o plástico e o vidro, por exemplo.

Como as crianças ainda não possuem o nariz totalmente desenvolvido, as armações de óculos podem ficar escorregando e atrapalhar ainda mais na hora de conseguir enxergar. Normalmente, as que possuem almofadas são ajustáveis ao nariz e mais indicadas.

As hastes também são essenciais na hora do conforto. Alguns modelos podem machucar o rosto da criança na parte que dobra o óculos. Para isso não acontecer, as dobradiças de molas são super recomendadas, pois além de durarem mais, não machucam na lateral.

O importante é deixar com que ele se sinta à vontade para escolher o modelo preferido e fazer com que o acessório fique tão confortável que ele nem vai que está de óculos.

Com a armação escolhida, é só ter calma para que ele se adapte e curta o novo acessório!

Óculos de sol em ambientes fechados, pode?

E aí, é rude usar óculos de sol longe do sol?

A BBC publicou uma matéria sobre isto visto que a dúvida é mais popular do que imaginamos. Motivos não faltam para justificar o uso destes óculos em locais tidos como impróprios (leia-se longe do sol): Para esconder alguma coisa, como disfarce, como arma de intimidação, para se dar um ar de mistério, como símbolo de status, para evitar contato com o mundo- já que os olhos são as janelas da alma, ou por motivos de saúde, mas estas pessoas já têm carta branca, então foquemos no primeiro grupo.

Eu mesma vira e mexe esqueço de mudar meu óculos. Tenho o hábito de sair sempre com um modelo para o sol e outro ótico, e na pressa, deixo o de sol no rosto e o ótico pendurado na camiseta. Se eu estiver enxergando, raramente desconfiarei do tom da lente. Confesso que às vezes curto abusar das lentes solares, principalmente as verdes e azuis porque aquecem as cores. Tudo fica mais bonito, mais vivo, o cinza do céu fica menos dramático, o sol mais laranja, o verde mais vivo. É como se fosse um segredinho, uma lente e um enquadramento só meus. Eu não havia associado este hábito a antipatia, até ler esta fatídica matéria da BBC.

Sabemos da importância de usar óculos de sol para nos proteger dos raios, mas, experimente usá-los por mais de cinco minutos em um ambiente fechado e provavelmente você se verá alvo de olhares inquisidores.

Por outro lado o óculos escuro é escudo e nos empodera. Kim Kardashian sempre que consegue ‘posar’ para os paparazzi o faz com seus anteparos. Lenny Kravitz acha o máximo associar sua fama e sua pose ao uso dos solares, mas ele faz parte da casta dos músicos e rock stars que atingiram outro patamar, e eles simplesmente podem. Anna Wintour raramente é vista com os olhos à mostra, pois, como ela mesma declarou a uma jornalista “se eu estiver super entediada, ninguém ficará sabendo”.

Li certa vez uma declaração do Kaiser, Karl Laggerfeld :

Uma vez fui entrevistado por uma jornalista alemã- uma mulher horrível. Foi logo após a invasão dos Comunistas- acho que uma semana depois da saída deles- e ela estava usando uma malha amarela, bem transparente. Ela tinha peitos enormes e usava um sutiã preto, e ela me disse: “Não seja rude, tire seus óculos agora”. Eu respondi: “Pedi para você tirar seu sutiã?”

Talvez usar óculos escuro seja como usar boné ou chapéu à mesa: errado de acordo com certos códigos de etiqueta. De fato é incômodo não ver os olhos do seu interlocutor e não saber quão real é o que ele está dizendo. Mas talvez seja algo mais simples e mais maravilhosos que este nó todo: quem assume que quer usar óculos escuro em um lugar fechado o faz porque está tão confortável na sua pele e dentro daquela armadura que não tem tempo para ouvir, e obviamente para olhar, os inquisidores.

Touché!


Já assistiu?
Tem mais