sunglasses Archives | By The Eyewear
Mini óculos de sol

Goste ou não os anos 90 parecem estar de volta, na sua cara, literalmente! Os mini óculos de sol estão reinando no street style, e graças ao último desfile da Balenciaga, agora foram legitimados na passarela.

Essas peças muito decorativas começaram seu tour global nos lindos rostos de Bella Haddid e Kendall Jenner e como todas as tendências, espalharam seus tentáculos por todo o mundo (em questão de semanas).

Lembrete rápido antes de seguiremos e antes de começarmos a apontar os dedos para as ‘cópias’ e ‘livres inspirações’: esta é uma tendência dos anos 90, as formas são bastante simples, salvo alguns exemplos, e muito do que vemos hoje é um re-make escancarado do que vestimos quando jovens. Ponto final. Britney, os Backstreet Boys e até mesmo as pequenos gêmeas Olsen aderiram à então tendência.

Fast forward. O festival de cinema de Cannes deste ano fez um grande estardalhaço (e eu também) ao redor do tema: Rhianna cruzou o tapete vermelho de óculos de sol (convenhamos que um festival de verão em pleno Sul da França deveria obrigar o uso de óculos de sol, mas ali a alien era ela). Curiosamente, os óculos estavam no rosto dela (boa!), mas não estavam fazendo seu trabalho. Seus olhos estavam completamente expostos e ela estava (pasme!) olhando sobre as benditas lentes.

Rhianna in Andy Wolf sunglasses at Cannes Film Festival.

Rhianna usando Andy Wolf

Tendência? Sim! Útil? Absolutamente não! Quer prova disto? Aqui está Gigi Haddid se escondendo do sol com as mãos já que as mini peças decorativas, bom, estão ali decorando, apenas.

Gigi Haddid in Roberi and Fraud sunglasses

Gigi Haddid usando Roberi and Fraud

Pois bem, nossas rainhas de estilo de rua, Bella e Kendall, têm olhos bonitos, e eles fazem questão de mostrá-los sobre suas armações, e não por trás delas (crianças, não façam isto em casa). O bacana da moda é que ela é absolutamente viva e tende a espalhar como uma praga antes que qualquer pessoa possa validá-la. Prova disto, os closes das celebs mais respeitáveis do momento com os mini specs.

Você pode estar se perguntando qual é o meu problema com mini specs. Eu não diria que tenho um problema pessoal, por assim dizer, mas uma MEGA ressalva: eles não servem como proteção quando usados ​​na ponta do nariz (estilo vovó bacana vai te dar uma bronca daquelas), e quando usados de maneira adequada eles irão oferecer um pouco mais de proteção, mas veja, são decorativos e absolutamente infelizes quando você estiver completamente exposto ao sol. Mas quem sou eu? Só estou aqui para analisar esta tendência e ajudá-lo a escolher um par. Eu normalmente diria “um par que encaixe” mas esta tendência estranha não se destina a vestir nada, nem ninguém.

Eu vou ser ousada e dizer que uma das marcas na vanguarda desta tendência é a RVS Eyewear, que tem trabalhado em pequenas armações da família Palladium desde 2012, basicamente em dourado e metal:

De lá para cá outros vieram como Roberi and Fraud (febre absoluta no guarda-roupa das insta-celebs), e ultimamente, Balenciaga:

Se você quiser fazer parte desta família de óculos pequenos, mas sem copiar o que vemos as massas usando, uma mega dica é olhar para o design independente. RVS é uma opção barbara, assim como a marca baseada em Berlin, Pawaka,  outra dica maravilhosa! Irreverente, forte e feroz:

Lapima: Shaped in Brazil

Já ouviu falar da Lapima?

Lapima é um emaranhado de coisas, de texturas, de estilos, de estudos, mas mais que tudo, é um óculos inusitado. Então, se você ainda não ouviu falar nesta marca, bebê, você está perdendo tempo!

Ouso dizer que desde o época áurea das marcas esportivas (leia-se Evoke ), o Brasil não via tanto investimento e ousadia em design nacional. Lapima não é convencional e não quer seguir tendência, até porque sabemos que quem faz a tendência somos nós, não é mesmo?

Os designers por trás da marca passaram alguns anos estudando a moda e o mercado de óculos e concluíram que há espaço e desejo por aquilo que é de fato diferente. Este novo panorama propõe uma relação mais pessoal com marcas que abrem espaço ao diálogo com os usuários. Foi-se a era dos logos exagerados, da moda de mão única e das ditas tendências vindas das semanas de moda. O bacana hoje é montar sua moda, partido de peças que como a Lapima são produzidas com cuidado, em pequena tiragem e que não envelhecem jamais.

 

Óculos de sol feminino, Oliva, Lapima

Olivia

Óculos de sol feminino, Darcy 2, Lapima

Darcy 2

Os óculos partem do conceito de volume esculpido, sim, esculpiram a primeira coleção de óculos, completamente feita à mão, em solo nacional. O resultado é pura arte. Os óculos têm brilho, volume (note que a lente fica protegida dentro do acetato, da mesma maneira que nossos olhos se encaixam no crânio), textura e fluidez. As cores são uniformes, os exageros foram apagados. Os shapes, absolutamente orgânicos e femininos.

Com vibe vintage e um exagero minimal Lapima traz ao mercado uma coleção sólida, interessante e usável. Você que adora novidades e está cansado de mais de mesmo deve olhar (com muito amor) para esta marca.

Óculos de sol feminino, Carlota Petit, Lapima

Carlota Petit Azul

 

 

Efeito Borboleta

A internet se ajoelhou nesta semana diante do lançamento do filme fashion da Miu Miu com Kaia Gerber, filha do ícone da moda dos anos 90, Cindy Crawford.

Kaia é protagonista do vídeo de lançamento da campanha de óculos Scenique, da Miu Miu. A campanha, faz jus ao título e explora aquela sensação lânguida de ficar na piscina, aproveitando um dolce far niente, como em um quadro de David Hockney.

As peças desta coleção flertam com um design retrô e tem na figura da borboleta, seu centro. Os óculos e o mood da campanha trazem à tona dois contrastes muito presentes na mulher Miu Miu: brincalhona e feminina. O design é exuberante e leve ao mesmo tempo. A coleção traz modelos em metal e acetato (mais grossos) e uma coleção ótica bem divertida e caricata.

Ainda neste tema vale relembrarmos de outras marcas que também exploraram e muito bem a questão do efeito borboleta, seja usando apenas sua forma, seja brincando com seu shape quase como uma máscara. A percussora deste ‘trend’ foi Peggy Guggenheim nos anos 50. Confira peças que vão te fazer voar!

Kyme: Invasão de óculos de sol

Você pode não reconhecer pelo nome, mas garanto que já viu o Ros por aí.

A ocupação começou na Europa, varreu as praias do mediterrâneo, fincou raízes em Miami e desembarcou por aqui nos rostos de influencers como Francesca Monfrinatti, Anna Fasano e Nicole Pinheiro. Ainda não sacou? Então, Ros é o modelo mais conhecido na marca de óculos de sol Kyme.

Congela tudo e vamos ver de onde veio e a que veio a marca fundada e idealizada pelo italiano Antonello Calderoni em 2013. O início desta história não é tão incomum assim: dono de ótica, cansado de ‘mais do mesmo’, resolveu soltar sua criatividade e produzir algumas ‘pecinhas’ nas horas vagas. As ‘pecinhas’ eram timidamente apresentadas aos clientes e pouco a pouco começaram a fazer barulho e viraram best sellers, deixando na gaveta concorrentes internacionalmente conhecidos. Ops! Cheiro de coisa boa por aí.

Avant garde por natureza, e muito audacioso, Calderoni resolveu investir as fichas digamos, no lugar certo, na hora certa. Caderoni lançou sua marca bem no momento em que óculos de sol começaram a ocupar mais espaço dentre os objetos de moda, migrando do funcional para o sazonal. O que ele criou é maravilhoso: uma linha de eyewear absolutamente “fashion forward”, construída sob os pilares de inovação e movimento. Daí vem o nome Kyme, do grego, onda, sinônimo de energia e constante movimento.

A marca materializa este propósito: são diversas linhas em constante experimentações com metal, acetato, couro, esmalte e diversos tingimentos de lente. O foco são os óculos de sol e basta. Todos de altíssima qualidade, e um caimento impecável. A produção é genuinamente “fatta in Italia” , nos Dolomites.

Não satisfeito ‘apenas’ com a Kyme como ela é, Calderoni empresta seu know how a outras marcas de moda como Marco de Vicenzo and Rada. As peças desta última colaboração com aplicações de pedras, strass, metais, e muitos detalhes está na minha wish list e no caderninho como #MustHaveStatementSpecs. Combinar óculos com jóias é a próxima etapa.

Fique de olho, a marca promete ocupar ainda mais espaço no rosto dos que querem identidade, qualidade e diferenciação. Aposto que agora você já sabe reconhecer o Ros na rua, né? E se quiser partir para a compra, a Kika Simonsen tem peças exclusivas na loja, e na Lool que tem um mix magnífico!


Já assistiu?
This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Tem mais